São Paulo volta ao rebaixamento: a 18ª rodada do Brasileirão

Eram duas vitórias e um empate nos últimos três jogos, e a torcida do São Paulo foi em peso ao seu estádio, o Morumbi, para apoiar o time. A expectativa dos 53 mil torcedores era de que a partida contra os reservas do Coritiba seria a confirmação da arrancada para fugir de vez da zona do rebaixamento.

Os dois times somavam 19 pontos no início da rodada, e a partida era um confronto direto na luta da parte de baixo da tabela. Como acostumou-se a dizer no Brasil, o famoso “jogo de seis pontos” – é ganhar três e tirar outros três do adversário. A recente chegada de Hernanes, ídolo tricolor que passou sete anos fora do Brasil, ajudava na animação dos são paulinos.

Mas a derrota por 1-2 e a queda para a 17ª posição, recolocando o São Paulo na zona de rebaixamento a uma rodada do fim da primeira metade do Brasileirão foi o balde de água fria que os são paulinos não aguentam mais levar em 2017.

O time foi eliminado do Paulistão pelos rivais do Corinthians, da Copa do Brasil pelo Cruzeiro e da Sul-Americana pelo desconhecido Defensa y Justicia. Seu maior ídolo recente, Rogério Ceni, foi demitido do cargo de treinador após apenas seis meses no cargo, em mais um episódio melancólico da temporada. Só resta o Brasileiro, e, ao que parece, o campeonato nacional tampouco trará bons episódios aos tricolores.

Na ponta: todos fizeram a lição de casa

Para completar o desespero do torcedor são paulino, o Corinthians segue líder absoluto do campeonato. São 18 rodadas e nenhuma derrota, novo recorde do torneio, e 44 pontos, oito a mais que o segundo colocado Grêmio. Os corintianos venceram o Atlético-MG no Mineirão por tranquilos 2-0, em partida marcada pela boa atuação do meia Rodriguinho.

O Grêmio sofreu e quase tropeçou contra o lanterna e sério candidato ao rebaixamento Atlético-GO fora de casa, mas achou o gol salvador da vitória aos 84 minutos de partida e arrancou um 1-0 que o mantém na vice-liderança e vivo na briga pelo título do campeonato. O título simbólico do primeiro turno, contudo, já é do Corinthians.

O G4, que garante vaga direta na fase de grupos da Libertadores, é completado pelos outros dois clubes grandes paulistas: Palmeiras e Santos. Ambos venceram. O Palmeiras bateu o Botafogo fora de casa por 2-1, também com um gol no fim do jogo, mantendo a boa sequência de três vitórias seguidas. Já o Santos venceu o Flamengo por 3-2 em um grande jogo no Pacaembu, cheio de reviravoltas, e evitou ser ultrapassado pelos cariocas.

Destaque da Rodada: homenagem emocionante a Abel Braga

O treinador do Fluminense voltou ao trabalho depois da trágica morte de seu filho de 18 anos, que caiu da varanda do apartamento no Rio de Janeiro na última semana. Abel, um dos treinadores mais experientes do futebol brasileiro, foi recebido com aplausos pela torcida do Sport na Ilha do Retiro, em Recife, e teve seu nome gritado pelas arquibancadas adversárias.

Visivelmente emocionado, o treinador retribuiu os aplausos e agradeceu a comovente homenagem da torcida, que gritava “Força, Abel!”.

Com a bola rolando, os dois times empataram por 2-2 em um resultado ruim para os dois lados. O Sport permanece na sexta posição com 28 pontos e perde a chance de ultrapassar o Flamengo, além de ver o Cruzeiro encostar no sétimo lugar depois de vencer o Vasco fora de casa por 3-0.

Já o Fluminense foi ultrapassado pelo Coritiba, algoz do São Paulo, e caiu para a 14ª colocação, ficando perigosos três pontos à frente do São Paulo, primeiro na zona do rebaixamento. O time faz campanha bastante irregular, com um elenco cheio de garotos das categorias juvenis.

Lá embaixo: boa rodada para o Vitória

Um dos favoritos à cair para a Série B de 2018, o Vitória conseguiu um bom resultado contra a Ponte Preta. Jogando em casa, venceu por 3-1. O time de Campinas segue na sua derrocada sem conseguir vencer fora de casa e já se encontra na 15ª colocação. Já o Vitória diminuiu a diferença para o Avaí para apenas um ponto e três para o São Paulo.

Os catarinenses do Avaí foram goleados pelo Atlético-PR por 5-1 em Curitiba. Resultado, até certo ponto, surpreendente pela sua elasticidade. O Furacão vem se caracterizando no Brasileirão 2017 por não conseguir ganhar de ninguém dentro da Arena da Baixada, mas com a goleada subiu para a 10ª posição.

O Atlético-GO segue estacionado nos 12 pontos e se aproxima cada vez mais do rebaixamento. O time tem apenas 22% de aproveitamento, número que contrasta com os 81% do líder Corinthians.

Completando a parte de baixo da tabela, Bahia e Chapecoense empataram em 1-1 no último jogo da Chape antes de viajar para a Europa, onde irão, entre outras partidas, jogar contra o Barcelona no Camp Nou. Bahia e Chapecoense ocupam as 16ª e 13ª posições, respectivamente.

Pra ficar ligado na próxima rodada

A última rodada do primeiro turno, curiosamente, não tem nenhum clássico. O Brasileirão adotou, por algumas temporadas, a estratégia de colocar todos os dérbis nas últimas rodadas para evitar que eventuais disputas por título ou rebaixamento fossem influenciadas por pressões externas para adversários “entregarem” o jogo e prejudicar seus rivais.

Ainda assim, dois confrontos chamam a atenção para as partidas do próximo fim de semana. No sábado, às 19h no horário de Brasília e 23h de Lisboa, o Corinthians recebe o Sport na Arena de Itaquera. O líder tenta fechar a primeira metade do campeonato sem derrotas, o que seria uma marca histórica no país. Já os pernambucanos tentam entrar se aproximar do Santos para entrar no G4.

No domingo, às 16h de Brasília e 20h de Lisboa, o Bahia recebe o São Paulo na Arena Fonte Nova em mais uma disputa direta contra o rebaixamento. Quem perder deve fechar o primeiro turno entre os quatro piores do campeonato. Além disso, no mesmo dia Cruzeiro e Botafogo se enfrentam no Mineirão, em um jogo que deve ser bem disputado por duas boas equipes que fazem campanhas irregulares em 2017.

Os resultados da 18ª Rodada

Sport 2-2 Fluminense
Chapecoense 1-1 Bahia
Atlético-MG 0-2 Corinthians
Vitória 3-1 Ponte Preta
Botafogo 1-2 Palmeiras
Santos 3-2 Flamengo
Atlético-GO 0-1 Grêmio
São Paulo 1-2 Coritiba
Atlético-PR 5-0 Avaí
Vasco 0-3 Cruzeiro

Rafael Almeida

Rafael é brasileiro e acompanha futebol há tanto tempo que nem se lembra. Se interessa também pela política do esporte e pelas suas dimensões socio-culturais. É formado em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo e atualmente estuda jornalismo, sendo também parte da equipe de um jornal digital no Brasil, onde escreve sobre política internacional.

Deixe uma resposta