Bruno de Carvalho e Carlos Pinho, suspensos pelo Conselho de Disciplina

O Conselho de Disciplina, aplicou uma suspensão de seis meses a Bruno de Carvalho e vinte meses a Carlos Pinho. Os incidentes no túnel de acesso aos balneários em Alvalade, por ocasião do encontro entre Sporting CP e o FC Arouca, em jogo da Liga a 6 de Novembro do ano passado, estão na base desta sanção.
A polémica escaramuça entre os presidentes dos dois emblemas, repercutiu em punição para ambos sendo que, o presidente leonino Bruno de Carvalho, recebe do Conselho de Disciplina, menor penalização, com seis meses de suspensão. Carlos Pinho, homólogo arouquense, é sancionado com 20 meses.

Segundo informação, a decisão para justificar os seis meses a Bruno de Carvalho, prende-se com o facto de a Comissão de Instrutores, considerar que o presidente dos leões, cometeu uma infração em termos de lesão de honra e reputação, que pode ser punível com suspensão de dois meses a dois anos, por ter lançado fumo na cara de Carlos Pinho.

Carlos Pinho, teve um castigo mais severo tendo em conta que, estava acusado de seis infrações a nível disciplinar, podendo estas, incorrer numa pena entre os catorze meses e os nove anos e meio de suspensão. Recebeu vinte meses.

Legalmente, ambos ainda podem recorrer da decisão, remetendo o recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta