Sporting conquista fase de grupos com goleada arrebatadora “made by” Bruno Fernandes

O Sporting em deslocação à Roménia, goleou ontem o Steaua de Bucareste por (1-5) e carimbou a passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões, ficando inserido no pote 4, para o sorteio a realizar hoje pelas 17 horas.

Para surpresa de muitos, Jorge Jesus fez aparecer um onze inesperado, dando a titularidade a Doumbia em deterimento de Bas Dost. Estratégia que veio a dar frutos, num jogo intenso em que os homens de Alvalade, tiveram a oportunidade de repor a verdade desportiva face ao jogo da 1ª mão, demonstrando ontem o seu poderio, supremacia e evidente favoritismo.

A equipa leonina acabou por inaugurar o marcador através de um lançamento lateral, apontado por Piccini que, encontra no centro da área, Acuña que ainda toca na bola mas é Doumbia que, em apoio ao argentino, inaugura o marcador e alimenta a esperança do Sporting quando decorria o minuto treze. O costa-marfinense a justificar claramente, a titularidade, trazendo aos leões, mais intensidade e velocidade ofensiva.

O meio-campo leonino foi um autentico motor ofensivo ao mesmo tempo que, servia de força de bloqueio, evitando as poucas investidas dos romenos e consequentemente, impedindo que estes chegassem à defesa leonina, tal foram as raras vezes que, incomodaram a baliza de Rui Patrício.

O mesmo não se pode dizer em relação ao sector que mais elogios tem sido alvo este inicio de época, o defensivo. Hoje, apesar de não terem tido muito trabalho, demonstraram muita fragilidade com Piccini e Mathieu muito inseguros, facilitaram o contra ataque romeno, deixando muitos espaços, situação pouco comum neste sector.

Fruto dessa fragilidade que foi demonstrando ao longo da primeira parte, o emblema da casa, apostou na saída rápida e graças a um erro defensivo de Mathieu, empatou o encontro, através de um remate do brasileiro Júnior Morais aos 20′.

Fim dos primeiros 45’ com empate a uma bola que traduzia justiça face ao que ambos os conjuntos iam demonstrando.

Nos segundos 45′, o Steaua Bucareste entrou mais ameaçador nos primeiros instantes mas foi sol de pouca dura…Com a necessidade de inverter o pendor ofensivo dos romenos, Jorge Jesus, aos 59′, retira Doumbia e faz entrar Bas Dost . Com esta alteração, a equipa leonina mantinha o mesmo enquadramento tático mas alcançara uma nova dinâmica. O leão arrepiava a juba, afiava as unhas e dava assim, inicio à fabrica de golos, tornando-se dono do jogo.

Marcos Acuña fez tranquilizar as hostes verde e brancas com o segundo golo dos leões aos 60’. O argentino, assistido por Bruno Fernnades e fruto de alguma hesitação entre o defesa romeno e o guardião Nita, oportuno, assina o segundo.

A história do jogo desenha-se em quatro minutos quando mais uma vez, o incontornável Bruno Fernandes (autor de uma exibição exemplar), assiste Gelson Martins que em remate cruzado, dilata o marcador para a diferença de dois golos (1-3), abrindo o caminho para a goleada.

Os romenos sentiam-se impotentes para contrariar um Sporting galvanizado que controlava como queria, proporcionando ao recém entrado Bas Dost, apontar o quarto golo dos leões, que surge aos 75′. O tento leonino fora desenhado com um passe magistral do irrepreensível Bruno Fernandes a Gelson que, assiste o holandês com um passe cruzado, permitindo que este, assinasse o quarto da equipa portuguesa.

O fecho da contagem, aparece aos 88’ com Fábio Coentrão a rubricar um lance individual de bonito recorte ao sentar o defesa dos romenos, assiste Bas Dost que de remate forte, obriga Nita a defesa incompleta permitindo que, Battaglia na recarga, colocasse o seu nome na lista de marcadores do encontro.

O medio Bruno Fernandes, esteve exímio taticamente sendo justo atribuir ao jovem internacional dos leões, o título de Homem do jogo. Foi ele, o dono da fábrica de golos leonina.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta