FC Porto vence SC Braga e mantem invencibilidade sem golos sofridos na Liga

O FC Porto foi a Braga vencer os locais pela margem mínima (0-1), com o golo dos dragões a ser apontado por Corona.
Sérgio Conceição somou a quarta vitória consecutiva na liga a acrescentar ao facto, de ainda não ter sofrido qualquer golo na baliza de Iker Casillas.
Os homens da cidade invicta, inauguraram o marcador aos 7′ com a assinatura do golo, a ser feita por Corona, que já não fazia o gosto ao pé, desde Março…o mexicano acabaria por sair ao intervalo por lesão.
Os dois conjuntos apareceram com disposição atacante, proporcionando um jogo intenso com sucessivas visitas em ambas as balizas.  A partir da meia hora de jogo, a equipa de Abel Ferreira esteve melhor, chegando a dominar o jogo até ao intervalo. Um meio-campo disciplinado taticamente e uns extremos criativos, permitia aos homens da casa, estarem bem no processo de construção ofensiva, faltando sempre a fase final…já os dragões, mais vigilantes de bola que propriamente com posse da mesma, sempre que partiam no seu processo de construção ofensivo, criavam perigo com oportunidade para dilatarem a vantagem.
A etapa complementar, mostrou um Porto mais intenso, muito por culpa da entrada de Octávio que rendera Corona, ainda assim, os homens de Sérgio Conceição com o passar do tempo, iam perdendo posse de bola mas no eixo defensivo, estavam firmes. Até porque, os bracarenses sem a mesma frescura física, apareciam com transições ofensivas de forma pouco consistente e suficientemente perigosas para a baliza portista.
Com o aproximar o metade da segunda parte, o jogo desenrolava-se  no meio campo ofensivo do Porto com os arsenalistas a recuarem fruto de algum cansaço físico e como tal, baixaram as linhas e por mais que uma vez, o FC Porto podia ter abanado o interior das redes de Matheus.
O FC Porto atinje a marca da quarta vitória consecutiva, sem saber o que é sofrer um golo. Casillas tem os postes fechados à 360 minutos
Por outro lado, o SC Braga regressou às derrotas. O clube minhoto, conta com duas vitórias e duas derrotas, o empate é resultado desconhecido para os guerreiros do Minho.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta