“Chamem-lhe chouriço, eu chamo crença”

André Almeida protagonizou ontem, no jogo frente ao Portimonense, um golo de levantar o estádio. Contudo, o treinador dos algarvios, Vítor Oliveira, não achou o mesmo e afirmou que foi “um chouriço”, ou seja, um remate sem intenção. Opinião partilhada pelo guarda-redes Ricardo Ferreira que também afirmou que não tinha dúvidas de que o defesa queria fazer um cruzamento.

André Almeida já reagiu aos comentários e a sua opinião diverge das outras duas.

Quando recebi a bola e vi que ela estava a saltitar e acreditei na minha sorte”, disse à BTV. “Chamem-lhe chouriço, eu chamo-lhe crença, vi que o guarda-redes deu dois ou três passos em frente e tentei a minha sorte“, referiu, para depois salientar: “Quis fazer golo e consegui!”.


Reveja aqui o golo do camisola 34 das águias:

https://youtu.be/0ZarBmw7xUg

 

Ricardo Rocha Cruz

Confiante, resolvido consigo mesmo e ousado. Prazer, chamo-me Ricardo Cruz. Bem-vindos ao meu novo projeto. 

Deixe uma resposta