O Sporting continua imbatível na Liga e teima em não abandonar a liderança

O Sporting recebeu esta noite o CD Tondela e venceu por 2-0, em partida a contar para a sexta jornada da Liga NOS. Os golos dos leões foram, apontados por Mathieu e Bruno Fernandes. Desta forma, o conjunto orientado por Jorge Jesus,  isola-se na liderança da Liga, à condição (+ 3 pontos que FC Porto), esperando pelo jogo de amanhã entre Rio Ave e os dragões.

Jorge Jesus numa pura gestão do plantel, fez quatro alterações no onze que havia iniciado o encontro frente ao Olympiacos, saindo Jonathan Silva, Battaglia, Gelson Martins e Doumbia para as entradas de Fábio Coentrão, Alan Ruiz, Iuri Medeiros e Bas Dost.

O jogo foi  feito sempre numa toada calma, com o clube de Alvalade nos minutos iniciais a mostrar que queria resolver cedo o encontro. Aos 13′ em lance de bola parada, o central Mathieu na cobrança de um livre de meia distância, coloca a bola ao angulo da baliza defendida pelo guardião Cláudio Ramos que nada pode fazer, para travar o primeiro golo da equipa da casa. O golo trouxe mais tranquilidade ao Sporting e permitiu que os leões, jogassem a em toada calma com gestão de posse de bola. Os orientados de Pepa pouco conseguiam fazer no aspecto ofensivo, com transições lentas e previsíveis. O regressado ao onze inicial Iuri Medeiros, teve hipótese de assinar o seu nome na lista dos marcadores, quando num remate cruzado, fez a bola passar muito perto do poste direito da baliza de Claudio Ramos. De salientar uma substituição forçada para a equipa de Tondela, quando Nicholas Ansell, numa intervenção defensiva, fez uma rotura muscula, obrigando a entrar, o estreante Junior Pius que vestia a camisola tondelense pela primeira vez.

No regresso para os segundos 45 minutos, assistimos a mais do mesmo. Um Sporting pouco esclarecido ofensivamente e um Tondela sem criatividade para inventar espaços de rotura.

O mister leonino mexeu na equipa aos 53′ (saiu Alan Ruiz; entrou Rodrigo Battaglia), com o intuito de dar intensidade ofensiva e soltar mais, Bruno Fernandes. Efectivamente, os leões ficaram um pouco mais desinibidos. Decorriam 58′ da partida e Pepa percebeu que algo teria de inventar e fez sair do banco, Zachara para render o médio Pedro Nuno. No banco ao lado, Jesus respondia no minuto seguinte, com a entrada de Gelson Martins para o lugar de Iuri Medeiros. O mister leonino percebeu que o jogo pedia a criatividade do internacional portuguès para tentar fazer roturas no ataque leonino.

Ao minuto 72, os adeptos leoninos respiraram de alivio com o segundo golo dos leões a ser apontado pelo suspeito do costume, assistência de William Carvalho a Bruno Fernandes que, de fora da área, fez aumentar o marcador. Mesmo a perder por dois golos sem resposta, a equipa tondelense ia tentando conforme podia mas o que é certo é que, faltava mais irreverência nas transições e as ocasiões de golo, teimosamente, não apareciam.

Até final do período complementar, o ritmo mantinha-se calmo com as únicas oportunidades de golo, a serem criadas pelos leões. O argentino Acuña teve no pé, a hipótese de ampliar o marcador. Aos 83′, o internacional William Carvalho permitiu que Cláudio Ramos, brilhasse e evitasse o golo dos leões, defendendo para canto, na sequencia da cobrança desse pontapé de canto, o mesmo William de cabeça, faz a bola embater no poste.

O Sporting soma 18 pontos ao cabo de seis vitórias em outras tantas jornadas disputadas na I Liga. Um feito histórico tendo em conta que, foi há 24 anos que os leões tiveram um arranque igual, na altura, treinados pelo inglês Bobby Robson.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta