Gordon Strachan deixa cargo de selecionador escocês

A Federação Escocesa de Futebol anunciou na passada quinta-feira que chegou a acordo com Gordon Strachan para a saída do cargo de selecionador escocês.

“Não obstante a nossa série invencível no grupo em 2017, com a emergência de uma jovem geração de jogadores, foi acordado que um novo treinador deveria ser recrutado, de forma a providenciar um ímpeto renovado.” , foram as palavras para justificar a decisão por parte da Federação Escocesa.

Recorde-se, que a Escócia falhou o apuramento para o Mundial da Rússia ao terminar no terceiro lugar do grupo F, com os mesmos 18 pontos que a Eslováquia e atrás da seleção inglesa que terminou com 26 pontos.

Apesar do acordo entre ambas as partes para a saída de Gordon Strachan, a FEP deixou elogios ao agora ex-selecionador a enaltecer o bom trabalho do técnico que havia chegado numa altura complicada à seleção escocesa.

“Ainda que se compreenda a desilusão do país por a equipa não se ter qualificado para o play-off do Mundial 2018, foi através das capacidades de Gordon – e da crença da equipa no comando técnico – que recuperámos de uma pobre primeira parte da qualificação para regressar à luta por um lugar no play-off”. 

 

Pedro Martins

Da Margem Sul para o mundo do desporto, toda a minha paixão pelo desporto. Compreender todos os fatores a nível pessoal, emocional, estatístico e realístico no mundo desportivo ao qual partilhamos com todos que nos rodeiam. Porque uma boa escrita no desporto, será sempre o caminho certo para a excelência.

Deixe uma resposta