O bom e o mau : Liga dos Campeões

As primeiras contas estão fechadas, e na Liga dos Campeões há equipas que já se podem gabar de estarem muito perto de garantir a presença nos oitavos-de-final, outras que ainda vão ter de transpirar, e muito, para poderem sonhar com isso.

A verdade é que, gostando ou não gostando, já não há muito a fazer, há que aprender com os erros, limpar as chuteiras e preparar jogadores e equipa técnica para três jogos que são, sem sombra de dúvida, o tudo ou nada da questão. Não estamos a falar de trocos, falamos de milhões e há equipas que, mesmo necessitando deles, não conseguiram fazer mais do que serviços mínimos e hoje é sobre isso mesmo que me vou debruçar. O bom e o mau da Liga dos Campeões está agora no AMBIDESTRO.

O mau

“De boas intenções está o inferno cheio” , o velho ditado português faz sentido ao aplicar-se ao lado mau das primeiras três jornadas da fase de grupos. Entre equipas que tinham tudo para passar sem problemas de maior, houve algumas que desiludiram mais do que outras e vamos começar precisamente por aí: Atlético de Madrid. A equipa de Griezmann, inserida no Grupo C em conjunto com o Chelsea, Roma e Qarabag, ocupa neste momento o terceiro posto com dois pontos. Dos 3 jogos 2 deram empate e o que surpreende aqui é que um deles tenha sido precisamente com a equipa do Azerbeijão.

A equipa que há quatro e há dois  anos esteve presente em duas Finais e que o ano passado chegou às meias-finais, chega ao final da primeira volta com dois pontos! Como é que é possível alguém que goste de Futebol aceitar isto ? Eu não consigo entender e espero que no final das contas o Atlético volte a ser o Atlético que impressionou tudo e todos.

O bom

“Nem tanto ao mar, nem tanto à terra”, e lá está, se houve desilusões de um lado, do outro temos boas surpresas, ou por outra, regressos que há muito eram esperados! Neste caso falamos claro de Manchester United e Paris Saint-German.

Ingleses e Parisienses regressaram aos palcos europeus e que saudades que todos já tínhamos! A equipa de José Mourinho ocupa o 1º posto do Grupo A com 9 pontos, 3 vitórias com 8 golos marcados e sem um único sofrido. Os Red Devil’s voltaram ao que eram e depois de terem garantido a Liga Europa na época passada e de estarem em 2º lugar na Premier League, com menos 2 pontos que o Manchester City, é normal que se acredite que este é o ano do United e todos os apaixonados pelo desporto rei esperam mesmo que assim seja.

Já o PSG, depois de na temporada ter desiludido tudo e todos, este ano está de volta às vitórias e às grandes exibições. São líderes do Grupo B com 9 pontos e surpreenderam tudo e todos quando bateram o poderoso Bayern de Munique por 3-0 no Parque dos Príncipes com uma classe que poucos conheceram até agora. Já no Campeonato Francês também vão liderando com 25 pontos, mais 6 que o actual Campeão Mónaco.

 

Ainda nada está 100% fechado, muita coisa pode mudar e podem existir muitas trocas pelo caminho, mas será assim mesmo? Nós ficaremos à espera para comprovar.

Mariana Ferreira

Mariana Cordeiro Ferreira, 25 anos. Apaixonada por futebol desde que me conheço. Criadora e Coordenadora Geral do blog "O Futebol no Feminino", desde 2013. Colaboradora na Sporting Fans, no Super Sporting e no Dabancada... E ainda comentadora da Curva Belíssima da Sporting TV. Escrevo sobre futebol, porque sinceramente não conheço outra forma de mostrar o meu amor pelo desporto rei.

Deixe uma resposta