Championship: Diogo Jota lidera a tabela dos melhores marcadores

De estrela precoce no Paços de Ferreira, passando por suplente no Porto, e agora uma das figuras da segunda divisão inglesa. Diogo Jota está a confirmar todo o seu potencial em “terras de sua majestade”, levando sete golos e uma assistência em doze jogos a titular.

Nuno Espírito Santo abraçou um novo desafio esta época, depois de ser demitido do FC Porto, e tem se dado bem: o Wolverhampton encontra-se em primeiro lugar na classificação com 26 pontos, mais dois que o Cardiff, e tem a melhor diferença de golos da competição. Tem o segundo melhor ataque do campeonato (em 24 equipas), e muito desse desempenho se deve ao jovem português de 20 anos.

Agora com o número 18 e simplesmente “Silva” na sua camisola, o avançado natural de Massarelos tem aproveitado o empréstimo do Atlético de Madrid para mostrar as suas valências, algo não tão frequente no Porto da época passada. Era muitas vezes lançado como “talismã” na segunda parte, apontando nove golos e sete assistências.

O jovem tem jogado ao mais alto nível, destacando-se as velozes arrancadas, a resiliência, e o faro a golo que não fraquejara por sete ocasiões, duas delas em casa do Nottingham Forest. Só Gary Hooper, Bobby Reid e o jovem Jarred Bowen marcaram tanto como o internacional sub-21, companheiro de Bonatini e Cavaleiro na frente do Wolves.

Veja alguns dos melhores momentos de Jota no clube inglês:

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.

Deixe uma resposta