Nacional empatou no ultimo minuto e deu ao Sporting B um jogo de sabor agridoce

O Nacional e o Sporting B empataram hoje a um golo, numa partida antecipada da 12.ª jornada da 2.ª Liga. Os leões estiveram a vencer desde o segundo minuto mas o ultimo minuto do período de descontos, fora de sabor agridoce, os insulares conquistaram o empate, retirando os preciosos três pontos ao conjunto de Alvalade.

Rafael Leão inaugurou o marcador aos 2′ e aos aos 90’+4, um penálti convertido por Ricardo Gomes impediu o triunfo leonino. A fase final do encontro, ficara marcada por alguma confusão entre os atletas, com confrontos físicos entre estes a levarem à expulsão de Demiral e Kaká.

O golo logo aos dois minutos foi mesmo o primeiro sinal de perigo dado pelo Sporting B, com Rafael Leão a marcar após assistência de Jovane. O Nacional reagiu prontamente e esteve melhor no campo ofensivo, criando vários lances no primeiro tempo. Não fora a ineficácia de Rochez e o jogador dos insulares, podia ter reposto a igualdade no marcador aos 23 minutos, num lance em que os pupilos de Luís Martins, não estiveram isentos de culpa, pelas facilidades concedidas.
No regresso para a etapa complementar, o Nacional esteve sempre mais perto de empatar que os leões de dilatarem o marcador.  O cabo-verdiano Ricardo Gomes, saiu do banco aos 62′ e falhou por pouco, duas ocasiões do ataque da sua equipa.

O Sporting jogara em contenção, tentando segurar a vantagem mínima. Os pupilos orientados por Costinha iam mostrando a pouca assertividade e desta feita, Rochez, aos 76 e 83 minutos, falhara dois remates de forma incrível, na área, quando se encontrava praticamente sem oposição.

Do lado inverso, os visitantes deram uma ar de sua graça aos 84′ mas Sualehe, assistido por Jovane, revelou pouca eficácia num lance de capital importância.

Aos 90+4, Kiki fez falta sobre Rochez, na área, e o juíz do encontro, assinalou pontapé de penalti para os locais, Ricardo Gomes fora exímio e deu o empate ao Nacional.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta