Nuno Saraiva: “Suspeitas de práticas de vários crimes adensam-se”

Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, aos microfones da Sporting TV no programa “Verde no Branco”, comentou a recente reportagem da revista Sábado, sobre o caso dos emails.

O responsável leonino avança que a reportagem vem: “adensar as suspeitas de práticas de vários crimes cometidos”. “Já ficámos a conhecer como é que, nos últimos anos, muita coisa aconteceu no futebol portugués. Resta saber se houve ou não relações de causa-efefeito entre o que aconteceu e o desfecho das competições desportivas. É o que falta demonstrar”, afirmou Nuno Saraiva.

O diretor de comunicação dos leões não poupou criticas ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, alegando que, na sua opinião, não agiu na defesa do futebol português. Nuno Saraiva salientou o recente encontro com os italianos da Juventus, em que a arbitragem no seu entender, prejudicou os leões, referindo-se à passividade do líder federativo, na defesa das equipas nacionais.

“Perante a realidade óbvia de os clubes portugueses serem sistematicamente penalizados, Fernando Gomes tem o dever de nos fóruns internacionais, enquanto presidente da FPF, fazer a defesa e a denúncia destas situações de autêntico desequilíbrio e tratamento discriminatório relativamente às equipas portuguesas. Depois, enquanto vice-presidente da UEFA, deveria, verificando que existe essa dualidade de tratamento, aferir e verificar porque é que as coisas são assim e fazer tudo para que não se repita ano após ano”, referiu Nuno Saraiva.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta