Oliveirense humilha Guimarães e gera contestação a Pedro Martins

A Oliveirense foi à “Cidade Berço” bater inesperadamente o Vitória de Guimarães por 4-1, e subiu provisoriamente à liderança do Grupo C da Taça da Liga. A goleada da aplicada à equipa vimaranense não caiu bem aos adeptos, havendo lenços brancos no final do jogo para o técnico Pedro Martins.

Este será um jogo para esquecer para os da casa, pois como se não bastasse o facto da equipa de Oliveira de Azeméis atuar num escalão inferior, esta milita no 16º lugar do mesmo e não marcava há três jornadas consecutivas. O Vitória sofreu o golo logo aos dois minutos, fruto da complacência da defesa de um livre indireto que resultou no golo de Xandão.

Um mal nunca vem só, e Riascos aumentou a vantagem dos visitantes aos 8′ depois dum erro monumental de Miguel Silva. A equipa vimaranense parecia perdida e desconcentrada mas conseguiu marcar um golo através dum encosto de Rincón, aos 12′. João Amorim teve tempo e espaço  e marcou o terceiro ainda na primeira parte, apresentando o placard um surpreendente 1-3 ao intervalo.

Miguel Silva ainda ia evitando o golo, defendendo um penalti inclusive, e Rafael Martins tentava reduzir a desvantagem sem sucesso, tal como Raphinha. Contudo, seria o experiente Diogo Valente a dar a machadada final no resultado e apontou o melhor golo da tarde aos 76 minutos, com um tiro de fora de área.

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.

Deixe uma resposta