Mundial 2018: Itália repete desaire 60 anos depois

A selecção italiana repetiu esta noite, o desaire de 1958. O empate sem golos em Milão na receção à Suécia, deixou os italianos de fora do Campeonato do Mundo que se vai realizar em 2018 na Rússia.

A squadra azzurra foi incapaz de ultrapassar a defensiva sueca e de marcar pelo menos um golo, que permitisse empatar a eliminatória e pudesse alimentar as aspirações à presença no Mundial. Os transalpinos dominaram os 90′ e apesar das várias ocasiões para inaugurarem o marcador, o muro defensivo dos suecos, fora superior. A tensão fora evidente e a equipa de arbitragem viu as duas selecções reclamarem grandes penalidades a seu favor…

A primeira vez que a Itália falhou um Mundial foi logo na edição de estreia do Mundial, em 1930, em que os transalpinos se aliaram a vários países europeus que resolveram abdicar de estar presentes na prova, devido às longas viagens de barco até à América do Sul (Uruguai), local onde se estreou o Mundial de futebol.

Os italianos mostram o seu potencial nas edições seguintes (1934 e 1938), em que se sagraram campeões do Mundo. Temos de recuar até ao ano de 1958 para percebermos que a squadra azzurra voltara a falhar uma fase final.

Desde esse ano de 1958 que os italianos não mais tinham falhado um Campeonato do Mundo. Marcaram presença em todas as fases finais e sagraram-se campeões em duas ocasiões – 1982 e 2006.

Ainda assim, convém salientar que nos dois últimos Mundiais, a Itália foi sempre uma das deceções da prova, não conseguindo passar da fase de grupos.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta