Festival de desperdício deixa o Sporting mais longe do topo

O Sporting empatou ontem com o Vitória de Setúbal a uma bola e vê o FC Porto fugir na tabela classificativa. Bruno Fernandes inaugurou o marcador (31′) e Edinho da marca de penalty (90+5′) estabeleceu o resultado final.

Jorge Jesus apostou no mesmo onze que vencera o Aves na jornada passada , enquanto  José Couceiro abdicou do seu 4x4x2 em prol de um onze mais defensivo. José Semedo voltou a ser titular quase um de mês depois, João Amaral apresentava-se descaído para a ala direita com Gonçalo Paciência a ser o homem mais adiantado dos sadinos.

Os leões apresentaram-se mais fortes, mais pressionantes e com vontade de chegar ao golo cedo. A primeira oportunidade surgiu dos pés de Gelson depois um lance bem trabalhado mas o extremo remata à figura. Contudo com o passar do tempo, os Sadinos conseguiram equilibrar a partida através da pressão exercida pelos homens do meio campo provocando imensas perdas de bola por parte dos jogadores leoninos. Piccini perdeu a bola duas vezes de forma infantil,e por pouco João Amaral não aproveitava. O Sporting dominava a partida enquanto que o Vitória tentava responder sobretudo de bola parada.

A igualdade foi desfeita à passagem da meia hora,  contra-ataque levado a cabo por Gelson Martins que cruza de forma perfeita para Bruno Fernandes inaugurar o marcador. 14ª assistência de Gelson Martins e oitavo golo do médio leonino.

Na segunda parte o Sporting entrou com mais fôlego, e a partir daí surgiu um festival de desperdício. Primeiro com um passe de William que Piccini atirou para a bancada, depois com cabeceamento de Coates à barra e por fim numa tentativa de chapéu, Acuña atira ao poste.

Os leões pressionavam, mas a bola teimava em não entrar. E já diz o ditado, quem não marca sofre. O Vitória cresceu e começou a acreditar que podia chegar ao empate. O Sporting pressionava, o Vitória resistia e foi já em período de descontos que chegou ao empate. Bola longa nas costas da defesa subida do Sporting e Edinho (quem mais) acabou travado por Mathieu dentro da área de Rui Patrício. Na marca dos onze metros o experiente avançado não vacilou, e deixou um leão completamente abatido e sem qualquer reação.

O Sporting é segundo classificado com 47 pontos, menos um que o FC Porto que tem um jogo a menos.

 

Cristiana Pina

Licenciada em Comunicação Social pela ESEV. Sou uma pinhelense de gema que adora futebol e toda a magia que lhe é inerente. Escrever é uma das minhas grandes paixões.

Deixe uma resposta