Alexis Sánchez condenado a 16 meses de prisão por fraude fiscal

Alexis Sánchez foi hoje condenando a 16 meses de prisão com pena suspensa por ter defraudado os fisco espanhol em €1 milhão durante a sua passagem pelo Barcelona.

Agora no Manchester United de José Mourinho, Sánchez confessou ter simulado a cessação dos direitos de imagem a duas empresas estrangeiras entre 2012 e 2013. Uma vez que, em Espanha, só penas acima dos 24 meses obrigam a prisão, o internacional chileno não passará qualquer tempo encarcerado. No entanto, Sánchez pagou o montante que devia ao fisco, mais juros, e, caso cometa um crime similar nos próximos dois anos, poderá mesmo ser preso. O jogador tomou conhecimento da sentença por videoconferência a partir de Londres.

O caso de Sánchez é um dos vários casos de fraude fiscal a serem investigados correntemente pelas autoridades tributárias espanholas, incluindo nomes como Pepe, Cristiano Ronaldo e o treinador do chileno, José Mourinho.

Francisca Tinoco

Aluna do segundo ano da licenciatura de Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, amante do futebol e do desporto e sonhando em poder fazer do jornalismo desportivo a minha vida.

Deixe uma resposta