Golo solitário de Soares coloca o FC Porto na frente da eliminatória

O FC Porto venceu ontem o Sporting por 1-0, em jogo a contar para a meia final da Taça de Portugal. O único golo da partida foi apontado por Tiquinho Soares à passagem do minuto 60.

Num jogo em que já era esperado que houvesse alterações de parte a parte, Jorge Jesus foi quem mais surpreendeu, ao utilizar um sistema tático 3-4-3, o mesmo que já tinha usado em Camp Nou frente ao Barcelona. Assim, os leões jogaram com linhas mais baixas, numa defesa a três composta por Coates, Mathieu e Piccini; um meio campo a 4 com Bruno Fernandes, Battaglia, Ristovski e Coentrão;  Acuña, Gelson Martins, (que conseguiu recuperar de lesão) e Doumbia como os homens mais avançados.

Enquanto que o FC Porto, apenas trocou Casilhas e Soares em relação ao último jogo com o Sporting de Braga.

Os dragões entraram melhor, com linhas altas e em constante pressão. Com os laterais balanceados para o ataque, o primeiro sinal de perigo surge ao minuto 20 com um remate de Brahimi para uma grande defesa de Rui Patrício, e mais tarde com um livre de Sérgio Oliveira que embate com estrondo no poste.

Do outro lado, a jogada mais perigosa dos leões chegou quase no final do primeiro tempo, através de um contra-ataque levado a cabo por Gelson, e finalizado por Ristovski; antes houve também um remate de meia de distância por Bruno Fernandes.

No início da segunda parte o Sporting começou mais forte, e Doumbia ao minuto 48′ surge a atirar rente ao poste de Casillhas. Aos 59′, foi a vez de Bruno Fernandes de livre fazer passar a bola muito perto da baliza portista.

A partir daqui o Sporting foi aparecendo mais esporadicamente, e sempre dependente das arrancadas de Gelson Martins. Ora, assim o Porto voltou à carga e ao minuto 60 surge o primeiro golo entre as duas equipas depois de 240 minutos a zeros. Soares após um cruzamento magistral de Sérgio Oliveira, subiu aos ceús e de cabeça inaugura o marcador.

Que minutos depois podia ser aumentado, não fosse uma grande defesa do guardião leonino a remate de Soares, após mais uma jogada protagonizada por Sérgio Oliveira. Até ao fim do jogo houve destaque para mais uma saída de Patrício aos pé do Brahimi; e em cima do minuto 90, um roubo de bola de Rúben Ribeiro a Ricardo que permitiu a Casilhas uma boa defesa, neste que foi o seu jogo 100 com a camisola portista.

Já em período de compensação, Acuña é expulso por acumulação de amarelos e é baixa confirmada para o  jogo da segunda mão agendado para o dia 28 de Abril. Os dragões vão assim a Alvalade em vantagem, mas recorde-se que as duas equipas ainda se vão encontrar antes, num jogo a contar para o campeonato e que está marcado para o dia 2 de Março, no dragão.

 

 

 

Cristiana Pina

Licenciada em Comunicação Social pela ESEV. Sou uma pinhelense de gema que adora futebol e toda a magia que lhe é inerente. Escrever é uma das minhas grandes paixões.

Deixe uma resposta