Liga dos Campeões: festival de golos em Munique e empate em Stamford Bridge

A noite de hoje trazia ao grande palco europeu dois dos pesos-pesados do futebol mundial, Bayern Munique e Barcelona, que tinham pela frente duas equipas que não têm propriamente entrado na equação dos campeões da Europa nos ultimos anos, Besiktas e Chelsea respetivamente.

Em Munique, a noite não podia ter começado pior para os visitantes, com Domagoj Vida a ser expulso aos 16 minutos. No entanto, os turcos conseguiram aguentar o 0-0 no marcador, tendo até algumas oportunidades de perigo, até ao minuto 43, quando chegou o primeiro do Bayern por Thomas Müller. Na segunda parte, domínio completo dos alemães que apontaram mais quatro: Coman aos 52 minutos, Müller com o segundo aos 66 e Lewandowski a fazer igualmente o bis aos 79 e 89 minutos.

Ponto final em mais um festival de golos em noite de Champions no Allianz Arena, e possivelmente, também, um ponto final na eliminatória, uma vez que o Beskitas terá uma enorme montanha de 5 golos para escalar em Istambul no dia 14 de março.

Em Londres, a história foi diferente. As expectativas apontavam para uma noite de muito trabalho e sofrimento para um Chelsea em baixo de forma que iria enfrentar os atuais líderes da Liga Espanhola, e um dos maiores clubes do mundo, Barcelona. No entanto, a formação da casa saiu-se melhor do que inicialmente esperado, fazendo frente aos catalães e, inclusive, abrindo o marcador aos 62 minutos por Willian, que já tinha, aliás, mandado duas boles ao poste.

Mesmo assim, o Barcelona conseguiu chegar ao empate aos 75 minutos depois de Lionel Messi empurrar para a baliza – o primeiro do argentino contra os Blues. Feito o 1-1 e tudo em aberto para a segunda mão no Camp Nou, com a curta vantagem do Barcelona, que garante um golo fora de casa.

Mais uma grande noite de futebol europeu. Amanhã jogam-se o Sevilla-United e o Shakhtar-Roma!

Francisca Tinoco

Aluna do segundo ano da licenciatura de Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, amante do futebol e do desporto e sonhando em poder fazer do jornalismo desportivo a minha vida.

Deixe uma resposta