Manchester City volta a golear o Arsenal e segue em passada larga para a conquista do título

Ontem à noite, no jogo de fecho da 28ª ronda da Premier League, o Manchester City impôs nova derrota ao Arsenal, repetindo o mesmo resultado que havia feito no passado domingo, na final da taça da liga. Os “citizens” venceram por três golos sem resposta.

O encontro esteve na iminência de ser cancelado devido à instabilidade atmosférica sendo que, o City viajou de comboio, chegando poucas horas antes do inicio da partida.

O Arsenal surgiu com um alinhamento em 4x2x3x1 enquanto que, Guardiola fez subir o City ao relvado em 4x3x3. Os líderes da Premier League resolveram o encontro nos primeiros 45 minutos, primando por um futebol rápido nas transições ofensivas e sempre muito apoiado entre os sectores. Do outro lado, os homens de Wenger, as poucas vezes que causaram perigo, debateram-se sempre com o enorme Ederson que esteve sempre a altura da situação.

Aos 15′, Bernardo Silva fez das suas e assinou um golo soberbo com o seu “implacável” pé esquerdo. Sané fez um trabalho individual soberbo e assiste o internacional português que de pé esquerdo e de forma sublime, coloca a bola fora do alcance de Cech, inaugurando o marcador. O jogo só dava City e uma combinação exemplar de Sané com Aguero permitiu ao argentino, assistir David Silva que facturou o segundo para os “citizens” aos 28′. O Arsenal estava impotente e não conseguia de forma continuada, fazer uma construção assertiva. O Manchester City estava destinado em repetir a ultima exibição e ao minuto 33, num hino de como deve ser uma transição ofensiva, em que Aguero, transporta a bola e coloca em Bernardo Silva, que milimétricamente, assiste Sané para fechar a contagem e dilatar o marcador.

As duas equipas rumam aos balneários com os homens da casa a serem fortemente assobiados.

Na segunda metade, assistimos a um Arsenal resignado e um City em modo “treino” a tentar jogar bonito. A noite não era decididamente, dos homens de Wenger que até a cobrança de um pontapé de pênalti falharam, com o devido mérito de Ederson que defendeu o remate de Aubameyang aos 53′. De destacar ainda uma boa intervenção de Cech, que evitou que Aguero aos 78′ dilatasse o marcador.

O Manchester City continua a desfilar na liderança com 75 pontos, mais 16 do que o Manchester United. O Arsenal está isolado na 6ª posição, com 45.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta