Bis de “Avioncito” coloca o Sporting mais próximo dos “quartos”

O Sporting venceu o Viktoria Plazen por 2-0, com um bis de Fredy Montero e parte em vantagem para a 2ª mão dos oitavos de final da Liga Europa. Porém, perdeu William Carvalho e Sebástian Coates devido à acumulação de amarelos.

Condicionado no ataque, devido às lesões de Bas Dost, Leão e Doumbia, Jorge Jesus lançou Montero como o homem mais avançado; num onze que marcou também o regresso de Gelson Martins, após ausência com o FC Porto, devido a castigo.

Os leões começaram melhor, balanceados para o ataque, contudo tiveram imensas dificuldades, em chegar com acerto, ao último terço da baliza. Muito em parte, devido ao hábito de forçar cruzamentos para a àrea, onde costuma estar Bas Dost.

Apesar das dificuldades iniciais, o Sporting teve boas chances de chegar ao golo. Primeiro por Gelson Martins, ao minuto 8, após um belo cruzamento de Acuña; depois por Bryan Ruiz (aos 19′) e minutos depois, novamente o argentino a ficar perto do golo com um remate à trave.

A oportunidades sucediam-se, mas os leões pareciam não conseguir acertar com a baliza. O golo leonino surgiu já em tempo de compensação por Fredy Montero. Contra-ataque leonino, e Fábio Coentrão recebe na área e cruza de forma acrobática para o colombiano inaugurar o marcador,  excelente trabalho do lateral português coroado da melhor maneira.

Antes,  já os leões haviam desperdiçado oportunidades: primeiro por  Fredy Montero ( aos 38′), depois por Bruno Fernandes (40′) e novamente por Montero, que cai na área, ficando um penalti por assinalar.

À entrada para o segundo tempo, o Sporting parecia querer resolver a eliminatória e “El avioncito”, ao minuto 49, aumentou a vantagem leonina. Tudo começou num desarme de Acuña,  que Bruno Fernandes aproveitou para lançar Montero, que em frente à baliza, de forma fria finaliza para o 2-0, o segundo da conta pessoal.

Confiante, o Sporting procurou o terceiro golo, contudo Hruska com duas boas defesas negou-o. Primeiro a Bryan Ruiz ao minuto 65, depois a Bruno Fernandes ao minuto 68.

Apesar dos leões terem assumido o controlo do jogo, à entrada para o último quarto de hora a equipa entrou em descompressão, e os Checos aproveitaram para tentar alvejar a baliza de Rui Patrício na busca de reduzir a desvantagem para a segunda mão.

Apesar de algumas tentativas, a última oportunidade do jogo surgiu dos pés de Mathieu. Contra-ataque levado acabo pelo internacional francês, que cara a cara com o guardião checo, permitiu a defesa.

Vantagem justa da equipa leonina, que podia ter sido alargada caso tivesse havido mais acerto. A segunda mão está marcada para o próximo dia 15 de Março, pelas 18h00, na República Checa.

 

 

 

Cristiana Pina

Licenciada em Comunicação Social pela ESEV. Sou uma pinhelense de gema que adora futebol e toda a magia que lhe é inerente. Escrever é uma das minhas grandes paixões.

Deixe uma resposta