Liga dos Campeões: O que esperar desta eliminatória?

FC Barcelona vs AS Roma

Um Barcelona que gosta dum jogo de posse e apoio ao portador da bola, uma equipa muito paciente, que procura explorar todos os sectores, procura variar os flancos sempre com a bola no pé, apresenta 3 médios muito móveis no meio, que ocupam muito bem aquela zona do campo e estão sempre disponíveis quer para a defesa quer para o ataque. Uma equipa que joga sempre muito junta, mas depois conseguem aparecer em zonas entre-linhas com uma facilidade tremenda, Messi, Suarez, Dembele e Coutinho, são todos jogadores que jogam sempre de frente para a baliza, são jogadores que raramente mantêm a posição.

AS Roma, uma equipa tipicamente Italiana, que procura como o Barcelona jogar em posse, sempre em apoio, os seus extremos são jogadores que gostam de ter a bola no pé e que raramente procuram 1×1. Jogam muito por dentro dando apoio de frente a Dzeko. No meio campo têm médios muito experientes, Rossi que é ele quem vem iniciar o processo ofensivo, Strootman um médio fantasma mas que está sempre disponível para o apoio, e depois Nainggolan, que é quem mais cria os desequilíbrios na frente. O sucesso do Roma pode passar pela sua transição ofensiva, e aproveitar o espaço nas costas dos laterais do Barcelona e também a capacidade de Dzeko de aguentar a bola de costas para a Baliza.

 

Sevilha vs Bayern Munique

Sevilha que vai ser estreante nesta fase, é uma equipa muito perigosa. Apresenta um futebol muito bonito, equipa bem organizada, procura um jogo apoiado, com Banega e Vázquez muito importantes a chegar à frente, são jogadores muito móveis, que tem uma qualidade de passe fortíssima. Vão ser eles que vão fazer a diferença numa luta a meio campo. Nos corredores laterais, Correa que procura movimentos interiores e aparece quase como um 2º ponta de lança, e depois Sarabia, que é ele que da largura à equipa quando ela procura sair da zona de pressão.

Bayern de Munique que vai ter que estar ao mais alto nível. Uma equipa que joga num misto entre posse e profundidade. Vidal, James e Alcântara são os três muito móveis e procuram sair muitas vezes em drible, Martinez é um jogador que acaba por ser o “tampão” do meio campo. Nas linhas Robben, Ribery, Muller, jogadores muito fortes de frente para a baliza, que vão explorar espaço nas costas da defesa e apostar no 1×1, e nos cruzamentos para Lewandowski, o homem golo.

 

Juventus vs Real Madrid

Estes dois já se conhecem muito bem na Champions.

Uma Juventus que joga muito pelo corredor central também devido aos movimentos interiores de Douglas e Dybala, dando espaço nas linhas para os laterais, vão procurar jogar em transição ofensiva, aproveitar possíveis espaços entre a defesa e o meio campo.

Real Madrid que vai assumir o jogo, tudo fruto do seu jogo de posse e paciência, onde vai procurar explorar os corredores, apostar na mobilidade dos homens do meio campo, Modric vai ser fundamental no meio campo, é ele que por norma rasga a defesa com os seus passes de rotura.

Esta eliminatória vai se definir muito da condição do Ronaldo e da magia do Dybala.

 

Liverpool vs Manchester City

Um Liverpool que já foi capaz de por em sentido este City. De todas as equipas presentes na Champions, o Liverpool é a  que mais fácil joga futebol. Processos bem simples e muito eficazes a chegar à frente. São uma equipa que joga muito em profundidade, a jogar num 4x3x3, os médios são fundamentais a lançar o jogo para Mané, Firmino e Salah, estes 3 que juntos conseguem destruir qualquer defesa.

Manchester City, que é um exemplo vivo do que é o jogo de futebol. Uma equipa que explora tudo o que existe para explorar, um jogo de posse de levar ao limite, que obriga o adversário a desposicionar-se, obriga a que façam uma pressão alta, e com isso deixa espaços nas costas. Na frente temos Sané, Sterling, Aguero, que tanto jogam de dentro para fora como de fora para dentro, jogadores muito móveis.

A chave deste jogo vai estar na defesa das duas equipas, se vão conseguir estar ao mais alto nível, para travar o jogo em profundidade e o jogo de posse.

 

Goncalo Rêgo

Sou o Gonçalo, um apaixonado por tudo o que diz respeito ao futebol. Estou ligado ao mundo do futebol uma vez que além de treinador, trabalho também como observador e analista do adversário (para uma equipa do CNS), e coopero com algumas agências de futebol (Scouting). Gosto de escrever sobre Futebol, e não falar de bola, como estamos habituados a ouvir e a ler, Porque há uma grande diferença. Espero que gostem da minha escrita.

Deixe uma resposta