I Liga: todos têm a perder, todos têm a ganhar. Seguem-se sete finais

Jogou-se mais uma jornada da Liga NOS e a competitividade não podia ser maior. A liga portuguesa é das poucas, senão mesmo a única liga europeia, com três equipas ainda a lutar pelo título. Falamos do topo também falamos do que se passa no fundo. É impossível prever quem irá deixar o principal escalão do futebol português, já que praticamente toda a segunda metade da tabela está a lutar pela manutenção. Também andam a decorrer algumas outras lutas interessantes, nomeadamente a tentativa do Braga em chegar ao pódio e a disputa por um eventual lugar europeu de Rio Ave, Marítimo, Boavista e Chaves.

O destaque da 27ª jornada vai obviamente para a vitória dos três grandes que continua a levar a disputa do título até ao fim. O Benfica foi o primeiro a jogar na visita a um terreno difícil. A partida contra um Feirense a precisar de pontos não foram favas contadas, embora tudo se tenha tornado mais fácil depois da expulsão de Tiago Silva aos 41 minutos. Mesmo assim, foi preciso Raul Jimenez saltar do banco para fazer o primeiro golo do jogo aos 59 minutos, deixando a equipa e os adeptos a respirar de alívio. O segundo golo do conjunto da Luz surgiu praticamente 15 minutos depois e dos pés daquele que tem sido um dos mais desequilibradores dos últimos jogos. Rafa Silva deu nova vantagem às águias depois de mais uma excelente exibição, algo manchada pela falta de eficácia que o internacional português continua a ter. O Feirense ainda acabou com menos um jogador, após Briseno ter sido expulso. As contas da equipa de Nuno Manta complicam-se, com o próximo jogo a ter lugar na Madeira frente ao Marítimo. O Benfica continua na caça aos dragões, proibido de perder quaisquer pontos até ao fim da época.

Umas horas depois, o FC Porto também garantiu uma vitória segura frente ao Boavista. Com o golo madrugador de Felipe, a equipa de Sérgio Conceição foi gerindo o jogo à sua maneira. Herrera fez o segundo, no seu retorno à equipa depois de ter ficado de fora na derrota em Paços por acumulação de amarelos. Ainda houve tempo para um pénalti anulado a Sérgio Oliveira depois de este ter tocado na bola duas vezes. O FC Porto segue isolado na frente com dois pontos de vantagem do Benfica e cinco do Sporting. Por sua vez, o Boavista continua perto do 5º posto que pode valer um lugar europeu.

No dia seguinte, foi a vez do Sporting dar a sua resposta. Os leões não fugiram à regra imposta pelos seus rivais e também ganhou em casa por duas bolas a zero frente ao Rio Ave. O golo apareceu a meio da primeira parte com uma excelente jogada de Gelson Martins, concluindo-a da melhor maneira. O ponto final no jogo só chegou aos 83 minutos, com Gelson outra vez no golo. Cruzamento do internacional português para o cabeceamento certeiro de Bas Dost que chega aos 23 golos na Liga. Os leões não atiram a toalha ao chão e seguem fortes atrás de Benfica e Porto. A equipa de Miguel Cardoso continua no 5º posto, agora com o Marítimo à perna.

O Sporting de Braga também venceu na difícil deslocação a Chaves por 1-4. A equipa arsenalista já vai com cinco vitórias seguidas na Liga, nas quais marcou 14 golos e sofreu apenas um. O conjunto orientado por Abel Ferreira está a apenas quatro pontos do pódio e vai receber na próxima jornada o Sporting. Cuidado com os minhotos. O Chaves, tal como o Boavista, viram o Marítimo fugir depois dos insulares terem vencido em Tondela com um bis de Joel.

O Vitória de Guimarães pôs fim à sua série negativa de resultados ao vencer o Aves por 2-1 e o Moreirense respirou fundo após a vitória caseira frente ao Belenenses também por 2-1. Nesta luta, Estoril e Paços anularam-se e continuam a adiar o desfecho deste campeonato à parte.

Segue-se agora uma paragem devido aos jogos das seleções, para depois se dar continuidade às setes finais que faltam para todas as equipas. Os próximos episódios prometem.

Eis a atual classificação da Liga NOS:

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Licenciado em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta