Liga Europa teve uma terceira ronda de qualificação repleta de surpresas

Liga Europa teve uma terceira ronda de qualificação repleta de surpresas

Equipas como Feyenoord, Zenit São Petersburgo, ou Legia Varsóvia estão em perigo de não se apurar para a segunda maior competição de clubes da Europa.

Teve ontem lugar a primeira mão da penúltima fase de qualificação para a Liga Europa, com algumas surpresas à mistura nos 35 jogos desta fase. Equipas acostumadas a voos maiores na Europa podem estar perto de dizer um adeus prematuro às competições continentais, como o Feyenoord que perdeu por 4-0 em casa do modesto Trencin, da Eslováquia. A defesa holandesa teve um dia mau, apesar da maior percentagem de posse de bola.

Os russos do Zenit também estão habituados aos milhões da Champions, mas esta época poderá ser diferente. Os bielorussos do Dínamo Minsk bateram por 4-0, em sua casa, a equipa de Semak. Os vencedores jogaram com o português Luís Rocha na lateral-esquerda.

Os polacos do Legia de Varsóvia foram igualmente surpreendidos pelo modestíssimo campeão luxemburguês Dudelange. Uma expulsão ainda na primeira parte contribuiu para o 1-2 a favor do Dudelange, que era a formação visitante. Estiveram dois portugueses em ação- Cafu pelos polacos, Stelvio pelos luxemburgueses.

Outras equipas de grande dimensão como o Leipzig, Atalanta, Bordéus, Olympiakos, Besiktas e Sevilla ganharam os seus encontros devem seguir em frente. A única equipa portuguesa que participa nesta fase é o Braga, que não foi além do empate a uma bola contra o modesto Zorya, da Ucrânia. Apesar do empate, os bracarenses marcaram fora e seguem em vantagem para a Pedreira.

O Dínamo Minsk mostrou aos seus vizinhos russos o que era capaz de fazer. Os milionários russos podem ficar a contar tostões.
O Dínamo Minsk mostrou aos seus vizinhos russos o que era capaz de fazer. Os milionários russos podem ficar a contar tostões.
O Légia ainda tem margem para ultrapassar o Dudelange, no Luxemburgo, depois de perder 1-2 em casa.
O Légia ainda tem margem para ultrapassar o Dudelange, no Luxemburgo, depois de perder 1-2 em casa.
Os campeões holandeses de 2016/17 não tiveram o início de época que desejariam. Será difícil o apuramento.
Os campeões holandeses de 2016/17 não tiveram o início de época que desejariam. Será difícil o apuramento.

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.

Deixe uma resposta