“Há dias com mais futebol champanhe e outros em que é mais vinho tinto, da tasca”

O FC Porto conquistou ontem os três pontos (2-3), diante o CF Os Belenenses SAD no período de compensação, num jogo em que os pupilos de Sérgio Conceição muito soaram, para levarem o triunfo para a cidade invicta.

O técnico dos dragões reconheceu a dificuldade do jogo e salientou aspectos como a qualidade da relva e o potencial da equipa lisboeta: “O calor, uma relva diferente daquela a que estamos habituados, fatores que existiam para as duas equipas. Mas o Belenenses treina aqui diariamente e tem uma habituação diferente. A circulação de bola fica mais lenta, por vezes tem que se dar mais um toque… Isso pode ter prejudicado a nossa equipa, mas não quero entrar por aí. Mérito do Belenenses, uma equipa com qualidade, com uma dinâmica de jogo interessante. Não fomos inteiramente eficazes no primeiro tempo, o Belenenses conseguiu jogar a espaços, conseguiu chegar com alguma facilidade ao nosso último terço. O jogo acabou por ser difícil por tudo aquilo que é um ambiente historicamente difícil. Nos últimos cinco jogos com o Belenenses o FC Porto tem uma vitória, a de hoje [domingo]”.

Questionado sobre a exibição dos seus jogadores o mister portista referiu que: “Há dias com mais futebol champanhe e outros em que é mais vinho tinto, da tasca. O futebol também é assim”.

 

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta