Saiba ao pormenor como irá funcionar a nova Liga das Nações

A Liga das Nações foi adotada unanimemente pelas 54 federações de futebol presentes no XXXVIII Congresso Ordinário da UEFA, em março de 2014. O seu maior objetivo é substituir os habituais amigáveis de setembro, outubro e novembro e dar uma maior carga competitiva às 55 seleções europeias (já com o Kosovo incluído). A Liga das Nações terá quatro divisões, que correspondem ao posicionamento de cada seleção no ranking UEFA. De acordo com a classificação de cada equipa dentro de cada divisão, haverão promoções e despromoções.

Adicionalmente, a Liga das Nações oferecerá quatro lugares no Euro 2020 a equipas que não se tenham apurado pela via normal. O que quer dizer que das últimas 16 equipas com menor ranking da UEFA, uma tem lugar garantido no próximo Europeu.

Haverão 12 equipas na Liga A e Liga B, 15 na Liga C e 16 na Liga D. Liga é a denominação oficial, apesar destas serem na prática divisões. Em cada divisão, são formados quatro “grupos” em que as equipas se defrontarão em casa e fora de casa, um pouco à semelhança das séries do Campeonato de Portugal. Os vencedores dos quatro grupos da Liga A formam a final four do torneio (duas semi-finais e a final). Os vencedores de cada grupo sobem de divisão, os últimos de cada grupo descem.

A distribuição das seleções pelas quatro ligas faz-se em relação ao seu ranking UEFA

Para os jogadores de futebol, a UEFA argumenta que este formato é-lhes vantajoso, porque competirão com equipas do mesmo nível e terão menos horas de viagem, ao contrário dos amigáveis que ficavam à mercê das decisões de cada federação. Na liga D, por exemplo, a distância entre países foi tida em conta no sorteio, já que seleções tão distantes como o Cazaquistão e Ilhas Faroé se poderiam encontrar.

Apesar deste novo formato tomar o lugar dos amigáveis de fim de ano, o calendário internacional de março e junho pertencerá ao livre-arbítrio de cada federação, podendo assim jogar contra equipas de outras confederações.

Portugal encontra-se na Liga A, no grupo da Itália e Polónia. O primeiro jogo da seleção lusa está marcado para 10 de setembro, contra a Itália, no Estádio da Luz. As restantes equipas desta liga são a Bélgica, Croácia, Inglaterra, França, Alemanha, Islândia, Holanda, Espanha e Suíça. O vencedor da primeira edição desta liga será conhecido em junho de 2019 e o país organizador da final four será um dos quatro finalistas.

Curiosamente, o troféu desta competição foi desenhado por uma empresa portuguesa e saiu do papel em Itália. O troféu assemelha-se ao erguer de uma bandeira, “o maior símbolo” de uma nação, segundo Hélder Pombinho, o diretor criativo da empresa em questão. Conheça o processo que deu vida ao troféu de sete quilos aqui.

https://www.youtube.com/watch?v=S4UI4haN6Og

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.

Deixe uma resposta