Dost e Bruno atrasam Braga na corrida pelo título

O estádio José Alvalade voltou a sorrir. Com uma exibição convincente, o Sporting bateu o Braga e aproximou-se dos mesmos na classificação. Já os minhotos demonstraram que talvez ainda não seja esta época que o tão desejado título de campeão irá chegar. Bruno Fernandes e Bas Dost (2) foram os marcadores de serviço.

O Sporting chegava ao embate de hoje com o orgulho ferido. Após a exibição desastrosa frente ao Villarreal na passada quinta-feira, era necessário mostrar aos adeptos que a qualidade demonstrada no início da era de Keizer não tinha desaparecido completamente. Os pupilos leoninos passaram nesse teste com distinção.

A entrada na partida de hoje em nada teve a ver com aquilo a que o Sporting nos tem habituado. Assistimos a uma equipa concentrada, intensa e com vontade de vencer. Desde cedo que a pressão verde e branca começou a dar resultados e a superioridade em relação ao Braga foi inegável no primeiro tempo.

Aquilo que Keizer pretendia que a equipa fizesse no jogo que terminou com uma derrota por 4-2 frente ao Benfica, foi hoje realizado de forma perfeita. Pressão alta, com a equipa toda junta e não deixar o adversário ter espaço para jogar. Os guerreiros do minho não conseguiram responder à pressão leonina e tiveram muitos problemas em conseguir ultrapassar a muralha criada, no meio campo ofensivo, pela equipa da casa.

Apesar da superioridade, o Sporting só conseguiu chegar ao golo aos 33 minutos. Uma bomba de Bruno Fernandes através de um livre direto (sim, mais um golo de livre direto por parte do médio português) não deu hipóteses a Tiago Sá e colocou os leões em vantagem. Vantagem esta que o Sporting levou para o balneário no fim do primeiro tempo.

Havia curiosidade geral para saber como é que a equipa de Abel Ferreira iria entrar no segundo tempo. Não podia ter entrado de pior maneira. Nem 5 minutos tinham passado e já Claudemir cometia grande penalidade sobre Diaby. Bas Dost não desperdiçou e aumentou a vantagem. Foi um duro golpe para as aspirações arsenalistas.

No entanto, foi a partir daí que o Braga começou a aparecer mais no jogo. O Sporting baixou as linhas e deu a iniciativa de jogo aos minhotos. A equipa começou a ter mais bola, mas mesmo assim apenas conseguiu assustar Renan através de um tiro de Wilson Eduardo que o brasileiro parou sem muitas dificuldades.

Se com 2-0 já seria difícil, o 3-0 matou completamente o jogo. Uma distração inacreditável da defensiva bracarense permitiu que Bas Dost aparecesse completamente sozinho na cara de Tiago Sá e bisasse na partida. Depois disso entrámos numa fase feia do jogo, com várias faltas e cartões amarelos mostrados por Jorge Sousa. O resultado não se alteraria até ao final do encontro.

Vitória muito importante dos leões. Mais importante que a vitória, foi a exibição convincente que a equipa tanto estava a precisar. Quanto ao Braga, o estofo de campeão ainda não está lá. Em 4 jogos frente aos 3 grandes na presente temporada da Liga NOS, os arsenalistas apenas venceram 1 e perderam 3. Já são 5 os pontos que os separam do Porto e o título começa a parecer uma miragem.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.

Deixe uma resposta