Televisão iraniana interrompe transmissão por árbitro ser mulher

A transmissão do encontro a contar para a 22ª jornada da Bundesliga entre o Bayern de Munique e o Augsburg foi cancelada à última hora, esta sexta-feira, por uma estação televisiva iraniana. O motivo foi o árbitro desse encontro tratar-se de uma mulher.

A estação em causa tem por hábito transmitir alguns jogos da principal liga alemã, mas esta sexta-feira tal não aconteceu. O motivo consiste em razões culturais e religiosas no Irão.

O árbitro nomeado para o encontro foi Bibiana Steinhaus – primeira mulher a arbitrar um jogo da Bundesliga em setembro de 2017. Ora no Irão é considerado impróprio para o sexo feminino utilizar calções e t-shirt, algo normal em qual profissional da arbitragem. As leis iranianas não permitem a exibição de qualquer imagem que mostre o corpo feminino.

Natalie Amiri, correspondente no Irão do canal público alemão ARD, comentou o sucedido na sua conta oficial do Twitter: “A partida foi cancelada em cima de hora! E de quem é a culpa de novo: da Bibi, é claro. Bibiana Steinhaus é uma mulher e usa calções, algo que não pode ser visto na TV estatal iraniana.”

Já em maio de 2018 Bibiana se tinha mostrado um “problema” para a televisão iraniana. Na altura, as estações televisivas responsáveis pela transmissão do respetivo jogo tentaram também censurar o mesmo devido a Bibiana Steinhaus ser o árbitro do encontro. A solução foi mostrar cenas aleatórias do público sempre que as câmaras se aproximavam da árbitra.

O jogo entre o atual campeão alemão e o 15º classificado da Bundesliga terminou com a vitória do Bayern de Munique por 3-2.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.

Deixe uma resposta