Campeonato de Portugal – Série D: A lei dos insulares com Oriental e Real na perseguição

Na série D impera a lei insular. O Praiense continua destacado na liderança e aparentemente, assim ficará até final. Na perseguição temos o Clube Oriental de Lisboa e o Real Sport Clube sendo que, a dúvida reside em saber qual dos dois, fará companhia aos açorianos, no play-off de acesso à segunda liga.

Os pupilos orientados pelo alentejano Francisco Agatão estão isolados na frente com 67 pontos perseguidos pelo Oriental com 60 e Real Sport Clube com 58 pontos.

Convém referir que: Casa Pia com 52 pontos, Olhanense (51), Amora (50) e 1º Dezembro com 47 pontos, ainda têm o direito a sonhar com a segunda posição.

No entanto, a luta entre Oriental e Real parece estar destinada a ser resolvida, no embate entre ambos, em Marvila, no dia 20 do corrente mês.

No passado domingo, o Oriental recebeu e venceu o Amora (1-0), deixando bem claro que não vão abdicar da posição que ocupam. O clube orientado pelo mister João Silva tem tido um ciclo positivo de resultados e já não conhece o sabor amargo da derrota, desde dezembro, altura em que perderam com o Real por (2-0). A coesão do plantel e a atitude solidária entre sectores são aspectos a valorizar apesar de, serem a formação com o sector ofensivo menos finalizador do grupo dos cinco primeiros, com 42 golos marcados a contrastar com os 57 do Casa Pia. No entanto, cabe aos donos das redes orientalistas, a proeza de terem a baliza menos batida da série, apenas com 16 golos sofridos, menos dois que o Praiense. O Oriental no próximo domingo desloca-se a Loulé para enfrentar um Louletano que luta pela permanência no campeonato, deixando antever noventa minutos intensos.

O emblema da linha de Sintra é o actual terceiro classificado com 58 pontos e na última jornada, foram a Ferreiras golear por quatro golos sem resposta. O Real SC tem um plantel homogéneo e conta com a enorme experiência do seu mister para inverter a classificação. Se no Oriental temos a juventude e a ideia de jogo do jovem João Dias a dar frutos, no Real é a experiência de “Toni” Pereira a imperar, sendo um dos técnicos de maior referência e que deixa antever uma discussão interessante com os “Guerreiros de Marvila”. A próxima ronda traz o líder Praiense a Massamá com um nítido jogo de tripla. Os açorianos querem manter a tranquilidade da liderança e o emblema de Sintra não pode perder pontos para não deixar fugir o Oriental.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta