Pinto da Costa suspenso pelo Conselho de Disciplina da FPF por 90 dias

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de futebol (FPF) anunciou esta terça-feira a aplicação de 90 dias de suspensão e uma multa de 11480 euros ao presidente do FC Porto, Pinto da Costa. Em causa estão declarações proferidas pelo mesmo a sete de maio do presente ano na revista “Dragões.”

Na revista em questão, o presidente dos azuis e brancos tem um espaço mensal onde deixa sempre o seu testemunho. Neste caso, o motivo do castigo proveio das suas declarações contra a arbitragem portuguesa: “infelizmente, parece que por vezes é mais fácil para o FC Porto ter êxito nas competições europeias, frente a rivais mais difíceis, do que em Portugal, onde muitas vezes os adversários vestem de preto, andam com um apito na boca ou estão sentados em frente a ecrãs de televisão.

Estas declarações, para além de outras considerações sobre os órgãos de arbitragem portugueses, levaram a uma denúncia pelo Conselho de Arbitragem e pela a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), que vêem agora o castigo aplicado ao presidente do FC Porto.

Apesar desta sanção, os dragões já anunciaram prontamente que irão recorrer à mesma ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), visto considerar a suspensão “injusta e atentatória do direito à liberdade de expressão.”

 

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.

Deixe uma resposta