Salvio: “Estas cores vou defendê-las até morrer”

Salvio já veste a pele do Boca Juniors e após a apresentação, deixou claro que nunca teve dúvidas em aceitar o convite do emblema “Xeneize”.

O extremo argentino adiantou que, após o convite do presidente, criou na sua mente um turbilhão de sentimentos que agora poderá vivenciar: “Não tive dúvidas quando o Nico Burdisso me disse que o interesse era firme e me queriam aqui. Comecei a imaginar como seria jogar na Bombonera, os adeptos a gritarem um golo meu ou a cantar o meu nome. Agora essas coisas podem ser cumpridas e estou feliz por isso”

Salvio recordou os momentos de criança em que visitava o “La Bombonera”, e até ja cria cenários de euforia dos adeptos em relação a si: “As recordações de ir ao estádio com a minha mãe são lindas, desfrutava imenso, pedia-lhe para me levar e ela trazia-me quando podia. Nem todos têm a possibilidade de defender estas cores e vou defendê-las até morrer. Já me imagino a entrar na Bombonera, com o estádio cheio e toda a gente a cantar. Vai ser um momento que vou guardar para sempre”

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta