Ká Semedo volta a um emblema que bem conhece

O avançado cabo-verdiano de 24 anos regressa à Sertã para vestir uma camisola que bem conhece, com um vínculo contratual de uma época.

O atleta já havia representado o Sertanense no período de 2016/18 e neste defeso, depois de estar apontado ao UD Vilafranquense, o destino voltou a colocar o emblema do campeonato e Portugal, no caminho do talentoso avançado.

 

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta