Mason Greenwood: futuro líder do ataque dos “red devils”

 

Nome: Mson Greenwood

Data de nascimento: 2001-10-01

Altura: 187cm

Posição: avançado

Nacionalidade: inglesa

Clube: Manchester United

A jovem promessa desta semana atua pelas “terras de sua majestade” no Manchester United, onde cumpriu a sua formação. Mason Greenwood, 17 anos, é um avançado adaptável, com um arsenal de aptidões capazes de fazer estrago na Premier League e em grandes palcos do futebol mundial.

Em termos de funções em campo, o jovem atleta é um avançado versátil, preferindo jogar pelo meio, tanto como um avançado de referência ou um segundo avançado, mas também capaz de atuar pelos flancos. Um esquerdino com um excepcional conforto em utilizar o seu pé direito, que é um dos seus maiores argumentos enquanto atacante e que o permite adaptar-se a qualquer posição ofensiva.

Com algumas semelhanças ao seu compatriota e colega de formação Marcus Rashford, Greenwood dispõe de um drible vertiginoso e eficaz, com boa distribuição no último terço e acima de tudo uma capacidade de remate exemplar, tanto nos duelos com o guarda-redes como também nas imediações da área.

Apresentando-se com 1,87 metros de altura, Mason Greenwood possui também um forte jogo aéreo e afirmando a sua plenitude de capacidades atacantes. O Manchester United tem aqui uma verdadeira pérola da academia: um avançado veloz, ágil, robusto e tecnicamente muito promissor.

Do ponto de vista estatístico, Greenwood cumpre impecavelmente. Apontando 15 golos em 16 jogos pela equipa sub-18 dos red devils na época 2017/2018 e destacando-se desde cedo nos quadros de formação.

Na época que passou, Greenwood disputou 13 jogos pela equipa sub-18, apontando 15 golos, acrescentando também ao seu registo cinco partidas na UEFA Youth League, com cinco golos. Conquista assim uma promoção à equipa sub-23 do United, pela qual jogou apenas quatro partidas apontando um único golo. No entanto, a jornada entusiasmante de Greenwood em 2018/2019 mal tinha começado.

Com a chegada de Ole Gunnar Solskjær ao comando do Manchester United após o despedimento de José Mourinho, a aposta nos jovens “da casa” foi uma das alterações mais evidentes. Entre outros atletas de destaque da formação britânica, Greenwood foi um dos nomes de referência nesta revolução no plantel.

Alinhou pela equipa principal quatro vezes, acumulando um total de 118 minutos entre três partidas no campeonato inglês e uma na Liga dos Campeões, sem nenhum golo apontado. Foi um início discreto para o jovem, mas um sinal de muita fé por parte do treinador norueguês ao introduzir um jogador nascido em 2001 no seu plantel sénior.

Neste momento, o Manchester United está a meio da sua digressão mundial de pré-época, com Mason Greenwood a destacar-se em grande forma participando em quatro partidas pela formação britânica. Nos 186 minutos de jogo que lhe foram dados, Greenwood apontou dois golos, sendo um deles digno de destaque, pois foi o golo decisivo na vitória por 1-0 frente ao Inter na International Champions Cup.

Olhando para aquilo que o United necessita no seu plantel, Greenwood pode colmatar a necessidade de um avançado pela possibilidade da saída de Romelu Lukaku e a utilização inconstante de Martial e Rashford como avançados centrais ou extremos. A sede de troféus em Old Trafford pode parecer longe de acabar, mas a emergência de jovens promissores como Mason Greenwood pela formação fazem crer num futuro mais risonho.

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautiful Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.

Deixe uma resposta