Youssoufa Moukoko, a Criança Prodigio

talksport.com

Nome: Youssoufa Moukoko

Data de Nascimento: 20-11-2004 (14 anos)

Altura: 172 cm

Posição: Avançado

Pré preferencial: Esquerdo

Nacionalidade: Alemã

Clube: Borussia Dortmund sub-19

 

Youssoufa Moukoko, com apenas 14 anos, estreou-se esta temporada pela equipa júnior do Borussia Dortmund (sub-19) num jogo contra o Wuppertal. Competindo com jogadores em média três anos mais velhos, aos 28 minutos, o atacante alemão já tinha marcado um hat-trick, completando um segundo antes do final da partida. No total,  contribuiu com seis golos para a vitória arrebatadora de 9-2 a favor dos auri-negros.

O jogador nascido nos Camarões tem sido uma revelação em todos os escalões etários em que competiu, marcando 40 vezes em 28 jogos para a equipa sub-17 do Borussia Dortmund na temporada de 2017/2018, com somente 12 anos. Na temporada seguinte bateu o recorde da liga com 46 golos, conquistando assim a sua primeira convocação internacional para a equipa alemã sub-16. Iniciou-se na equipa germânica como substituto face à Áustria em setembro de 2017, marcando duas vezes mais; duas convocações seguiram-se e um golo face à Bélgica.

Porém o progresso acelerado pelos escalões etários do jovem ponta de lança será atrasado pelas regras da Bundesliga que não permitem ao atleta jogar na primeira liga alemã antes de completar os 17 anos, o que não se concretizará até à temporada de 2021/2022.

Antes mesmo da sua estreia no maior palco do futebol alemão, o jogador já acordou um contrato de 1 milhão de euros com a marca norte-americana Nike, uma aposta substancial nesta promessa do futebol que já traçou o seu futuro futebolístico em entrevista ao Sport Bild: “O meu objetivo é tornar-me um profissional com o Dortmund, ganhar a Liga dos Campeões com o Borussia e ganhar a Ballon d’Or.

 

Fique com alguns dos melhores momentos da ainda jovem carreira deste grande prodígio:

Inês Macieira

Maluquinha da bola, devoradora de livros e apaixonada pela escrita. Licenciada em Ciências da Comunicação na FCSH, a caminho de Bruxelas para um mestrado em Relações Internacionais.

Deixe uma resposta