Históricos: Sir Alex Ferguson

Na rubrica “Históricos” desta semana não vamos recordar um jogo marcante, mas sim um senhor do futebol. Um senhor com uma história incrível no desporto rei. Nesta semana, iremos relembrar o grande percurso de Sir Alex Ferguson.

Considerado o melhor treinador de todos os tempos, Ferguson começou como jogador primeiro. Jogava na Escócia, o seu país de origem. Iniciou a sua carreiro no Queens Park, onde jogava como avançado. Depois transferiu-se para o St.Johnstone em 1960. Destacou-se ao marcar vários golos, mas a titularidade foi algo que nunca conseguiu alcançar na equipa. Na altura o treinador escocês pensou em ir até para o Canadá, já que estavam a forçar a sua saída do clube.

Passou depois pelo Dunfermline, onde se destacou ao marcar 45 golos em 51 jogos. Posteriormente, bateu um recorde entre clube escoceses ao transferir-se para os Rangers, por um valor bastante elevado. Não renovou com o clube devido ao facto da sua esposa ser católica, e ia contra a “política” do clube de não contratar católicos. O Nottingham Forest mostrou interesse, mas a esposa de Fergie não estava disposta a ir para Inglaterra, e por isso continuou na Escócia.

Começou a ter as suas primeiras experiências como treinador quando foi promovido a treinador-jogador no Falkirk. Contudo, foi solicitada a sua transferência e terminou a sua carreira como jogador em 1974. Em junho do mesmo ano Alex Ferguson foi nomeado para treinador do East Stirlingshire. Era um trabalho curto e duro, onde o treinador recebia apenas um salário de 40 libras por semana.

No mesmo ano foi para o St. Mirren, e aqui começou uma grande história. Conseguiu levar a equipa a disputar a primeira divisão escocesa, em 1977. Mais tarde foi despedido, porque já haviam rumores de que o treinador tinha já acordo com o Aberdeen, o seu próximo destino. Chegou a Aberdeen, mas os primeiros tempos não foram fáceis. Demorou algum tempo para impor e ganhar o respeito por parte dos seus jogadores.

Por outro lado, Sir Alex Ferguson foi campeão escocês pela primeira vez em 1979-1980. Foi a primeira vez que em 15 anos o Celtic ou os Rangers não eram o campeões. Ferguson levou o clube ao seu auge quando, em 1982/1983, conquistaram a European Cup frente ao Real Madrid por 2-1. Ferguson afirmou que finalmente sentia que tinha feito algo de valor na sua vida. Nos dois anos seguintes sagrou-se campeão da Escócia de novo. Chegou a comandar a seleção escocesa, e mais tarde surgiram bastantes ofertas ao treinador escocês para ir para Inglaterra. Até que em 1986, Sir Ferguson assinou contrato com o Manchester United.

Aqui foi onde Sir Alex Ferguson foi muito feliz. Hoje em dia é considerado o melhor treinador de todos os tempos do Manchester United e do mundo, com um palmarés fora do normal. Foi Sir Alex Ferguson que observou e lançou Cristiano Ronaldo. Foi campeão da Primier League por 13 vezes, ganhou por duas vezes a Liga dos Campeões, uma Copa do Mundo de Clubes da FIFA, e muito mais.

Em relação a prémios individuais, Ferguson fartou-se de ser premiado. Conta com mais de 60 destaques e de prémios. Teve direito a uma estátua que se encontra hoje em dia em Old Trafford, no estádio do Manchester United.

Sem dúvida que este foi um senhor do futebol e que marcou e muito o futebol de Inglaterra. Existe um sentimento de saudade de ver este senhor nos relvados a comandar o Manchester. Hoje em dia com 77 anos, Sir Alex Ferguson fica de fora dos relvados, mas não esquecemos tudo o fez dentro dele.

 

Fonte da Imagem: Getty Images

João Marques

Nasci nos Açores, mais propriamente na Ilha Terceira. Actualmente estou a estudar Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. O desporto nasceu comigo e a paixão pelas letras já vem desde tenra idade.

Deixe uma resposta