Casemiro: “Ir para o FC Porto foi a melhor decisão da minha vida”

Numa entrevista dada ao programa Universo Valdano, Casemiro, internacional brasileiro e atual jogador do Real Madrid, confessou que a sua saída da capital espanhola para o FC Porto em 2014/15 foi a melhor decisão da sua vida.

Na entrevista o médio brasileiro confessou que na altura teve a oportunidade de rumar a outros clubes europeus, mas que uma chamada do então técnico dos dragões, Lopetegui, fez toda a diferença: “Lopetegui? Tinha a oportunidade de jogar no Sevilla, no Inter e no FC Porto… Lopetegui telefonou-me e convenceu-me. Foi a melhor decisão da minha vida [ir para o FC Porto]. Lopetegui ajudou-me muito e lá joguei todo o tipo de jogo. (…) Quando voltei a Madrid já tinha experiência, já tinha jogado a Champions, quando regressei era outro jogador.

Segundo Casemiro, o agora treinador do Sevilha foi essencial na sua carreira, tendo-o ajudado como ninguém. O internacional brasileiro aponta o técnico espanhol como essencial para a sua evolução enquanto jogador.

Na mesma entrevista, o antigo médio dos dragões relembrou ainda o seu início de carreira no futebol de formação e o que o levou a baixar no terreno quando se afirmava como avançado por volta dos 12 anos.

São Paulo? Quando cheguei, com 12 ou 13 anos, havia 300 jogadores nos testes de captação e só escolhiam 50. Apresentei-me como avançado. ‘Jogo na posição 9 e sou avançado’. Recordo-me que quando o treinador perguntou que seria o guarda-redes, três rapazes levantaram a mão. Quando perguntou quem jogava como avançado, levantaram 40 a mão. Aí disse: ‘Eu não sou avançado, há muita concorrência’ “, conta o jogador.

 

Fonte da Imagem: Transfermarkt

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.

Deixe uma resposta