Quem te viu e quem te vê: Saviola

Na rubrica “Quem te viu e quem te vê” desta semana, recordamos o ex-avançado argentino, Javier Saviola. Não o recordamos como um flop, contudo sabe onde anda e o que está a fazer o antigo avançado do Benfica? 

Começou a dar os primeiros toques na bola no mítico River Plate. Em 1994 atuava pela formação do clube argentino e via-se que tinha faro de golo. Foi subindo, e chegou à equipa principal. Com 17 anos começou a jogar pela equipa A do River Plate e logo se viu que o avançado baixinho ia dar frutos. Baixo, mas muito rápido, Saviola destacava-se pela sua habilidade com a bola e rapidamente afirmou-se como um dos atacantes mais determinantes da seleção argentina. Com 19 anos foi chamado à seleção para representar o seu país no mundial de sub-19, e foi considerado o melhor jogador da competição. Infelizmente não saiu com o troféu, perdendo para a Alemanha por 1-0.

Jogou pela equipa principal do River Plate durante 3 anos, e fez um total de 86 jogos e 45 golos. Estava na altura de dar um passo em frente. Até que os tubarões começaram o ataque pelo argentino. Quem venceu a batalha foi o Barcelona, mas por um preço elevado. 35,90 milhões de euros foi o que a equipa espanhola teve de pagar para a contratação do internacional argentino.

Chegou à Catalunha em 2001 e tinha 20 anos. Afirmou-se logo como peça chave do clube e aí percebeu-se que Saviola tinha tudo para ser uma estrela mundial. Na sua primeira época ao serviço do Barcelona fez 49 jogos e apontou 21 golos. Seguiram-se mais duas épocas e Saviola continuava a impressionar com os seus números. Foram feitos mais 97 jogos e mais 39 golos.

Contudo, após três grandes épocas, Saviola acabou por ser emprestado ao Mónaco. Em França, o avançado continuou a brilhar e apareceu em 37 partidas, apontando 11 golos. Nesta época, de 2004, Saviola foi convocado para os jogos olímpicos e conquistou a medalha de ouro.  Na temporada seguinte, Saviola continuou sem fazer parte dos planos do Barcelona, e foi novamente emprestado, desta vez ao Sevilha. De novo, voltou a brilhar e mostrou que continuava a ter qualidade para estar num sítio melhor. Continuou com grandes números e fez 45 jogos e 15 golos. Até que, finalmente, voltou ao Barcelona.

Em 2006/2007 voltou, mas parece que o seu lugar tinha sido tomado. Já não era a mesma coisa, e já não era opção como antes. Desta vez, fez apenas 26 jogos e 12 golos. Não fazendo parte dos planos do clube da Catalunha, Saviola foi transferido para o Real Madrid, a custo zero. É verdade, uma promessa que saiu do seu país natal num valor de quase 40 milhões, acabou por ser transferido para outro gigante europeu sem qualquer valor.

No entanto, o seu futebol parecia estar a perder o seu valor e na capital espanhola também não foi regularmente opção. Fez duas épocas no Real Madrid e apareceu apenas em 31 jogos, e apontou 5 golos. Foram as duas piores épocas da carreira de Savialo até então, mas, por outro lado, foi campeão espanhol. Estava na altura de mudar de rumo, e foi nesta altura que o Benfica reparou que Saviola não estava em boas andanças e que podia ajudar o clube.

Em 2009/2010, Saviola chegou à Luz, num negócio que custou aos cofres das águias 5 milhões de euros. A verdade é que Saviola, vinha a perder o seu valor, mas tinha muito para dar ao futebol português. E assim o fez. Saviola chegou e conquistou a Luz. Voltou a ser aposta, e voltou a mostrar que tinha qualidade. Na sua primeira temporada ao serviço do Benfica fez logo 44 partidas e ajudou com 19 golos para a conquista do campeonato. Na temporada seguinte fez mais 47 partidas e apontou 14 golos. Mostrava ser um jogador completo e que claramente estava à altura. Mais uma temporada mais umas dezenas de jogos. Enquanto esteve na Luz conquistou um campeonato e três Taças da Liga. Contudo, parece que Saviola viria a viver algo que já tinha passado antes. O seu valor voltou, de novo, a não ser aproveitado. Saviola saiu do Benfica para o Olympiakos de novo a custo zero.

Depois disto, Saviola rumou para vários países, e o mais interessante é que em todos estes negócios Saviola foi sempre transferido a custo zero. Voltou para o River Plate, onde anunciou que ia acabar a sua carreira. Finalizou a sua carreira e o que fica na cabeça de todos é que Saviola podia e devia ter sido valorizado de outra forma. Mas onde anda agora o ex-futebolista? A verdade é que Saviola agora é jogador de futsal. Saviola joga pelo Encamp, uma equipa de Andorra. O argentino continua com a bola nos pés mas desta vez dentro dos pavilhões. Além disso, aproveita e é treinador adjunto também dos sub-17 de Andorra.

Um grande avançado que passou pela Luz e que conquistou o coração de todos os benfiquistas. No entanto, a sua qualidade parece não ter sido devidamente valorizada. Mas que foi um grande avançado, isso ninguém o pode negar.

 

João Marques

Nasci nos Açores, mais propriamente na Ilha Terceira. Actualmente estou a estudar Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. O desporto nasceu comigo e a paixão pelas letras já vem desde tenra idade.

Deixe uma resposta