Quem te viu e Quem te vê: Álvaro Pereira

No “Quem te viu e Quem te vê” desta semana, recordamos Álvaro “Palito” Pereira, campeão nacional por diversas vezes pelo Porto e vencedor de uma Copa América pelo Uruguai.

Álvaro Pereira é um nome muito familiar a todos os amantes do futebol, principalmente em Portugal. Foram três, os anos em que demonstrou a sua qualidade um pouco por todo o país. Também conhecido por “Palito”, o lateral uruguaio foi peça fundamental numa das melhores equipas de sempre a jogar em Portugal: Porto de Villas-Boas.

O seu pé esquerdo, a sua velocidade e a sua garra foram as qualidades pelo qual ficou conhecido. Álvaro chega ao Porto em 2009, directamente do Cluj. Os azuis e brancos tinham acabado de perder Aly Cissokho para o Lyon e viram no uruguaio o substituto perfeito. Era titular indiscutível no Cluj, que nessa época venceu a Taça da Roménia, e foram necessários seis milhões de euros para o internacional uruguaio rumar à invicta.

Chegou e rapidamente mostrou a sua qualidade. Numa época que não correu de feição ao Porto, com o falhanço da conquista do penta, em termos individuais não demorou muito a convencer a exigente plateia do Dragão. 46 foram os jogos realizados por Álvaro Pereira na sua primeira época em Portugal.

Na época seguinte houveram mudanças na equipa técnica do clube portista. Jesualdo Ferreira abandonou o leme e foi André Villas-Boas que o agarrou. O jovem treinador português chegou, viu e venceu, naquela que foi uma das melhores épocas de sempre do Porto e talvez a melhor da carreira de Álvaro Pereira.

Supertaça, campeonato, liga europa e taça de Portugal. O domínio dos azuis e brancos foi total. Álvaro Pereira e Silvestre Varela formaram uma dupla muito temida no corredor esquerdo. Foi nessa temporada que o uruguaio chegou ao auge da sua carreira. 2011 foi claramente o ano do “Palito” e a conquista da Copa América pelo Uruguai, veio confirmar ainda mais esse facto.

Ainda ficou mais uma temporada nos dragões, conquistando ainda mais um campeonato e uma supertaça. No final da época abandonou a cidade do Porto e rumou a Milão, naquela que parecia a oportunidade de Álvaro Pereira de mostrar a sua qualidade num campeonato mais cotado.

Na primeira época até jogou de forma regular, realizando 40 partidas, mas nunca convenceu as bancadas do Giuseppe Meazza. Essa foi a última temporada de Álvaro Pereira no futebol europeu (exceptuando uma pequena passagem pelo Getafe). Foi emprestado ao São Paulo e na época seguinte segue em definitivo para o Estudiantes.

A cada ano que passava, menos se ouvia falar do uruguaio. Passou quatro épocas no Cerro Porteño, do Paraguai, mas sem sucesso. A idade começava a pesar em Álvaro Pereira, na altura com 31 anos, e as lesões começaram a aparecer. Foi operado ao pé em 2017 e nunca mais conseguiu recuperar o jogador que outrora foi.

Nos dias de hoje, o lateral internacional por 83 vezes, pelo Uruguai, joga no seu país natal, ao serviço do Nacional.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.