Mourinho derrotado em reecontro com o Chelsea e Frank Lampard

No encontro do encerramento da 18ª jornada da Premier League, o Chelsea visitou o terreno do Tottenham num encontro especial para José Mourinho. O treinador português reencontrava pela primeira vez o seu antigo clube Chelsea desde que está no comando dos rivais, Tottenham Hotspur. Mourinho também defrontava pela primeira vez na Premier League o treinador Frank Lampard, que treinou no Chelsea em ambas as suas passagens pelo clube.

Memórias de parte, o encontro foi muito infeliz para o treinador setubalense. O Chelsea adiantou-se aos 13 minutos, um belo golo de Willian, aumentando a vantagem ao minuto 45+4, bis do brasileiro, de grande penalidade. A falta que originou o lance foi culpa do guarda-redes Paulo Gazzaniga, que derrubou Marcos Alonso de forma caricata, ao falhar completamente a bola, acertando apenas no jogador.

Mourinho tentou lançar a reviravolta no segundo tempo, retirou Eric Dier e colocou o criativo dinamarquês Christian Eriksen, aumentando as opções ofensivas da sua equipa.

Crescendo na partida, o Tottenham sofreu um percalço enorme ao minuto 62, expulsão de Heung-Min Son, que agrediu o defesa Rudiger num lance anormal, que o VAR teve que esclarecer na assistência a Anthony Taylor.

A jogar com 10 diante dum Chelsea bem organizado e muito confortável com a bola, o Tottenham pouco mais conseguiu fazer, saindo derrotado deste dérbi londrino. Os spurs descem assim para a sétima posição da liga inglesa, seis pontos atrás dos blues, que se mantêm na quarta posição, a última que garante a tão cobiçada qualificação para a Liga dos Campeões.

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautifull Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.