Taça de Portugal: Benfica defronta Rio Ave; FC Porto recebe o Varzim

Realizou-se esta segunda-feira, pelas 14h30, o sorteio dos quartos-de-final da Taça de Portugal, na Cidade do Futebol, em Oeiras, que ditou o destino das oito equipas ainda em prova, incluindo o FC Porto e o Benfica.

O sorteio definiu que a próxima fase da prova Rainha nacional terá direito a um confronto entre o Benfica e o Rio Ave, o jogo grande da eliminatória. Quanto à equipa sensação da prova desta época, o Canelas 2010, esse “fugiu” aos grandes da primeira divisão e irá defrontar o Académico de Viseu da Segunda Liga.

Os últimos dois confrontos serão entre outros dois primodivisionários, o Paços de Ferreira e o Famalicão, e o FC Porto e o Varzim, também este último da Segunda Liga.

Num sorteio que contou com cinco equipa da primeira divisão, duas da Segunda Liga e ainda uma do campeonato de Portugal, as restantes partidas ditaram dois confrontos entre equipas da Liga NOS, pelo que é garantido que pelo menos mais duas equipas do principal escalão do futebol nacional serão eliminadas nesta fase.

Este sorteio definiu ainda o futuro alinhamento das meias-finais da prova, tendo o FC Porto ficado perante o caminho supostamente mais acessível. Caso vençam o varzim, os dragões irão defrontar o vencedor do jogo entre o Académico de Viseu e o Canelas 2010. Do outro lado, caso as águias vençam o Rio Ave irão defrontar o vencedor da partida entre o Paços de Ferreira e o Famalicão.

Os quartos-de-final da Taça de Portugal estão marcados para os próximos dias 14 e 16 de janeiro. Por sua vez, as meias-finais serão jogadas em fevereiro, a duas mãos.

Fique com os confrontos da próxima fase da Taça de Portugal:

  • Paços de Ferreira-Famalicão
  • Benfica-Rio Ave
  • Académico de Viseu-Canelas 2010
  • FC Porto-Varzim

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.