Gabriel Martinelli: a nova esperança do Arsenal

 

 

Nome: Gabriel Teodoro Martinelli Silva

Data de nascimento:  18 de junho de 2001 (18 anos)

Altura: 180 cm

Posição: Avançado

Pé Preferencial: Direito

Nacionalidade: Brasileira/Italiana

Clube: Arsenal FC

Gabriel Martinelli cumpriu o início da sua formação futebolística no Corinthians nas camadas dos sub 11 e sub 13, entre 2011 e 2014. Posteriormente seguiu para o modesto Ituano onde acabou a sua formação e se estreou a nível profissional em novembro de 2017, com apenas 16 anos. Ao todo, realizou 34 jogos ao serviço dos seniores do clube brasileiro e apontou 10 golos. Na época transata foi galardoado com a presença no onze do ano do Paulistão – Campeonato Regional de São Paulo, onde milita o Ituano – bem como com o prémio de revelação da mesma competição. Estes argumentos foram suficientes para convencer o Arsenal a investir 6 milhões de euros na contratação do jovem avançado na última janela de transferências.

Gabriel Martinelli fez a sua estreia oficial pelos gunners logo na jornada inaugural da Premier League frente ao Newcastle, entrando a 5 minutos do fim do jogo. Contudo, esteve ausente dos quatro compromissos seguintes do clube londrino. Voltou a ser escolhido por Unai Emery num encontro para a Taça da Liga Inglesa contra o Nottingham Forest, desta vez a titular, e não desapontou, apontando dois golos.

Desde então tem marcado presença regularmente nos jogos do emblema londrino, mesmo com a troca de treinadores (Unai Emery foi despedido e substituído temporariamente por Freddie Ljungberg). O avançado tem estado particularmente inspirado na Liga Europa e na Taça da Liga onde soma sete golos e duas assistências em apenas sete jogos. Na Premier League, fruto do maior grau de exigência mas também da menor quantidade de minutos concedidos, o jogador tem revelado maiores dificuldades em acertar com as redes adversárias, tendo apontado somente um golo no dérbi contra o West Ham.

Premiando as boas exibições em Inglaterra, Gabriel Martinelli foi convocado para a Seleção Olímpica do Brasil, onde jogou dois jogos. Porém, devido ao facto de também ter passaporte italiano, a Azzurri tem estado atenta à sua situação, procurando repetir os processos realizados com Jorginho e Emerson (jogadores que nasceram no Brasil mas representam Itália). Roberto Mancini, atual selecionador italiano, já comentou inclusivamente este caso afirmando que: “Não é fácil, é preciso fazer um pedido. Temos que esperar pelos jogadores com dois passaportes.” Independentemente da decisão do avançado, com certeza tanto brasileiros como italianos teriam todo o interesse em ver o avançado a representar o seu país.

Capaz de jogar em qualquer um dos flancos ou no centro, este avançado distingue-se pela sua grande velocidade, excelente drible e finta, capacidade de infiltração e finalização na grande área, qualidade na meia-distância e ainda uma boa visão de jogo. São estas as características que o permitem ter algum protagonismo numa equipa recheada de jogadores ofensivos de qualidade, tais como Aubameyang, Ozil, Pépé ou Lacazette.

Numa época em que as alegrias dos adeptos do Arsenal não têm sido muitas, seguramente a ascensão e o potencial deste jovem jogador  são motivos de enorme entusiasmo, ainda mais aliados à recente chegada de Mikel Arteta ao comando técnico para orientar a sua evolução.

 

Fique com alguns dos melhores momentos de Gabriel Martinelli:

 

 

Fonte da Imagem: Getty Images

Simão Vitorino

Nasci e cresci em Vila Franca de Xira e estou atualmente a tirar uma licenciatura em Ciências da Comunicação na faculdade NOVA FCSH com o objetivo de me tornar jornalista desportivo no futuro, profissão que une duas grandes paixões minhas - o futebol e a escrita.