2019 foi o pior ano da década em termos de golos para Cristiano Ronaldo

O ano civil de 2019 está mesmo a terminar e chegou a altura de fazer contas, neste caso, em termos de golos. Este ano, Robert Lewandowski, avançado do Bayern Munique foi o maior goleador de todos, após apontar 54 golos em 58 jogos neste ano civil, mas onde se encontra Cristiano Ronaldo nesta lista?

Habituado a liderar esta lista de melhores marcadores do ano, o capitão da Seleção portuguesa teve um ano menos prolífero que o habitual e acabou por ficar fora do ‘top 5’ do ano, ultrapassado por figuras como Lionel  Messi (50 golos), Kylian Mbappé (44), Raheem Sterling (41) e Eran Zahavi (40), para além do já referido Lewandowski.

O avançado de 34 anos totalizou 39 golos em 2019, entre Juventus e seleção portuguesa, números que agradariam a qualquer um, mas no caso de CR7 significam o seu pior ano da década.

Em 2013, o internacional luso registou o melhor ano da carreira, depois de apontar 69 golos nesse ano. Desde aí, apesar de muito altos, os números têm vindo a decair e em 2014 Cristiano Ronaldo fez o gosto ao pé por 61 vezes. Por sua vez, em 2015 somou 57 golos, em 2016 foram 55 golos marcados, em 2017 marcou 53 golos e finalmente em 2018 “ficou-se” pelos 49 tentos. A prova que a exigência para CR7 é sempre elevada, não obstante a idade.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.