Quem te viu e quem te vê: Oscar

Na rubrica “Quem te viu e quem te vê” desta semana iremos recordar um daqueles craques da canarinha que tinha tudo nas mãos mas que acabou por deixar escapar o que tinha pela frente. Oscar dos Santos Emboaba Júnior, mais conhecido apenas por Oscar, é o alvo desta semana.

Nascido em 1991, começou a jogar em São Paulo. Esteve no clube desde os escalões de formação até chegar à equipa principal. Curioso que Oscar começou primeiro no futsal e só depois é que passou para o futebol. Em 2008 chegou à equipa principal e foi campeão, mas apenas apareceu num jogo. No ano seguinte, um ano de afirmação, Oscar teve problemas com o clube e seguiu para tribunal devido a problemas com o seu contrato. Deixou o clube tricolor sem ter marcado um único golo.

Foi transferido para o Internacional por seis milhões de euros. Pelo investimento sabia-se que o jovem era jogador de dar nas vistas. Contudo tinha de crescer e então representou primeiro os sub-23 da equipa. Por outro lado, já representava a seleção canarinha. Foi o homem do jogo na final do Mundial sub-20 de 2011, onde marcou os três golos frente a seleção portuguesa. Com os três golos de Oscar, a seleção brasileira deu a volta ao resultado para 3-2 e conquistou o Mundial.

Nesse mesmo ano afirmou-se como titular no Internacional e o seu futuro começou a ficar mais risonho. As boas prestações no clube levaram a que Oscar fosse chamado à seleção principal do Brasil. Fez parte da equipa que foi aos Jogos Olímpicos de Londres de 2012, e conquistou a titularidade na seleção canarinha com a camisola 10. Estava na hora de dar um passe em frente e levar o seu talento para outras andanças. No total fez 70 jogos onde apontou 19 golos.

No dia 17 de junho de 2012 Oscar estava em Londres para os exames médicos e resolver o resto do seu contrato com o Chelsea. Com apenas 21 anos o internacional brasileiro foi transferido por 32 milhões de euros. E aqui começava a aventura de Oscar na Europa. Logo desde cedo afirmou-se e na sua primeira época fez 64 jogos pelos azuis de Londres. Destacou-se pelo seu drible e por ser já um “homem” dentro de campo com tão tenra idade. Foi titular pela primeira vez frente à Juventus, num encontro a contar para a Champions League. Empatado a duas bolas, Oscar foi o autor dos dois golos do Chelsea e foi considerado o melhor em campo.

Tinha tudo para vingar em qualquer clube. Seguiram-se mais quatro épocas ao serviço do Chelsea. Fez no total ao serviço do clube londrino 203 partidas, onde apontou 38 golos. Conquistou a Liga Europa em 2012/2013 e conquistou a Premier League nos anos 2014/2015 e 2016/2017. Com 25 anos tudo indicava que Oscar iria dar mais um grande passo na sua carreira. Mas será que a escolha de Oscar foi a melhor?

Então onde anda agora o meio-campista? O craque decidiu rumar para a China, numa transferência que foi considerada a maior do país. O Chelsea anunciou que Oscar iria ser vendido por 60 milhões de euros. De certeza que o clube chinês, Shanghai SIPG, fez uma oferta ao internacional brasileiro difícil de recusar. Oscar estava apenas atrás de Messi e Cristiano Ronaldo na lista de jogadores mais bem pagos. Então desde 2017 que o médio está na China. Hoje com 28 anos é uma das estrelas do campeonato chinês onde já fez 36 golos em 119 jogos. Foi campeão no ano de 2018 e ganhou a Supertaça da China no ano passado.

Agora dificilmente Oscar irá voltar a grandes palcos onde já esteve. O médio brasileiro é o perfeito exemplo de uma carreira que podia ter dado muito mais, mas o dinheiro acabou por falar mais alto. Com 28 anos dificilmente irá voltar a representar um grande europeu.

João Marques

Nasci nos Açores, mais propriamente na Ilha Terceira. Actualmente estou a estudar Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. O desporto nasceu comigo e a paixão pelas letras já vem desde tenra idade.