Gil assustou mas o Dragão resolveu com os serviços mínimos

O FC Porto venceu o Gil Vicente FC no penúltimo encontro da 18ª jornada da Liga NOS, por 2-1 no Estádio do Dragão, num jogo arbitrado por Rui Oliveira.

Romário Baró foi novidade no onze titular do Porto, que não podia contar com o capitão, Danilo Pereira por lesão, e fora substituído por Sérgio Oliveira.

A formação de Vitor Oliveira adiantou-se na partida aos 45 minutos, num contra ataque rápido com um cabeceamento de Sandro Lima, assistido por Fernando Fonseca.

A resposta azul e branca foi veloz, aos 45+2, Iván Marcano igualou a partida, novo cabeceamento na partida, após cruzamento de Mateus Uribe. Ficou estabelecido o resultado ao intervalo.

Sérgio Oliveira colocou os dragões em vantagem ao minuto 57, assistido por Romário Baró, com um potente remate à entrada da área, definindo o resultado final da partida.

O Gil Vicente ainda procurou reagir e tentar conseguir pontos na casa dos dragões, porém os gilistas ficaram reduzidos a dez jogadores, após João Afonso ver o segundo amarelo ao minuto 72.

O Porto ainda teve algumas chances de perigo, contudo não os capitalizou. O Gil Vicente claramente não conseguia definir jogadas que ameaçassem a oposição com um jogador a menos e não preocupou os dragões.

Ficou assim encerrada a partida e o Porto reduziu a diferença na liderança pra o rival SL Benfica, estando agora a sete pontos.

O Gil Vicente passou assim para o nono lugar da tabela classificativa, com 22 pontos.

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautiful Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.