Quem te viu e Quem te vê: Steven Defour

No “Quem te viu e Quem te vê” desta semana iremos falar de um ex-bicampeão nacional pelo FC Porto e internacional belga por 51 ocasiões, dado pelo nome de Steven Defour.

Steven Defour começou a brilhar ao mais alto nível, na Bélgica, desde tenra idade. Com apenas 19 anos, foi eleito o futebolista do ano do Standard Liége, e foi peça fulcral da conquista do bi-campeonato pelos homens de Liége. Em 2011, despediu-se com a conquista da Taça da Bélgica e rumou à cidade invicta para jogar às ordens de Vítor Pereira.

Defour, ainda muito novo, como capitão do Standard Liége

O Porto tinha acabado de se tornar campeão europeu, após a conquista da Liga Europa, em Dublin, frente ao Braga. As expectativas dos adeptos portistas superavam o teto e ficaram muito satisfeitos quando viram o seu clube assinar com uma das boas promessas do futebol belga.

No entanto, a concorrência de João Moutinho, Fernando e Lucho González não tornou a vida de Defour nada fácil. Porém, o belga nunca ficou para trás. Apesar de nunca se ter afirmado como um titular indiscutível, era uma peça muito utilizada por Vítor Pereira.

Venceu dois campeonatos e duas supertaças pelos dragões. Em 2013/2014 a época não correu nada bem aos portistas e Defour continuou a não se conseguir impor definitivamente. Essa seria a sua última oportunidade, pois no Verão, foi vendido ao Anderlecht, grandes rivais do seu antigo clube da sua terra natal.

Aí voltaria a usufruir do estatuto de titular indiscutível, sendo que era um dos melhores jogadores do campeonato belga. No tempo em que lá esteve não conseguiu vencer o campeonato, sendo sempre suplantado pelo Gent e pelo Club Brugge.

Em 2016/2017 decidiu ir à procura de um novo desafio e, no mercado de transferências de inverno, rumou ao Burnley, tornando-se na contratação mais cara da história do clube. Foram oito, os milhões que os ingleses gastaram em Defour.

O médio teve uma carreira internacional recheada com 51 internacionalizações

Aos 28 anos, o belga teve a sua primeira oportunidade num campeonato de topo. No entanto, a sorte não esteve do seu lado. Começou a ser assombrado por lesões e teve muitos jogos de fora, tendo depois várias dificuldades para voltar a entrar na equipa.

Fez duas temporadas a um nível decente, mas na terceira apenas realizou nove jogos e abandonou o Burnley no final da mesma. Depois de três anos a jogar num campeonato tão competitivo como o inglês, Steven Defour achou que era tempo de voltar a casa e rumou ao Royal Antwerp, onde se encontra actualmente, com 31 anos.

O jogador tem sido titular indiscutível e tem contribuído bastante para a grande temporada que a sua equipa está a realizar, ocupando o 3º lugar da tabela.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.