Liga dos Campeões: Atalanta goleia e está com um pé nos quartos de final

A Atalanta recebeu e goleou o Valência por 4-1 na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, ficando em muito boa posição para passar à próxima fase

Depois de um grande aviso de Pasalic logo ao minuto sete, que Jaume conseguiu defender em grande estilo, o golo madrugador da Atalanta chegou mesmo, dez minutos depois. Após uma boa jogada coletiva da equipa da casa, Alejandro Gómez fez um coração mortífero, rasteiro, para o coração da área, onde surgiu Hateboer, que só teve mesmo de encostar para abrir o marcador.

O jogo acalmou, mas isso não impediu a equipa da casa de aumentar a vantagem frente aos espanhóis e ainda antes do intervalo, ao minuto 42, Josip Ilicic mostrou que continua de pé quente e acertou em cheio na gaveta do guardião Jaume, que não teve hipóteses. 2-0 mesmo em cima do intervalo.

Esperava-se uma equipa visitante diferente na segunda parte por forma a tentar dar a volta ao encontro, mas a turma de Gonçalo Guedes e companhia não esteve à altura do desafio, como viria a comprovar o resultado.

O minuto 57, Freuler recebeu a bola no lado esquerdo do ataque, junto à quina da grande área adversária e num lance de génio individual colocou a bola no canto mais distante, fazendo o 3-0

Apenas cinco minutos depois, a turma italiana confirmou a goleada e Hateboer aproveitou uma completa distração valenciana para bisar e fazer o 4-0.

Apesar da goleada, o Valência ainda foi a tempo de aproveitar uma distração da Atalanta, marcando ao minuto 66, com um remate rasteiro, de fora da área, por parte de Cheryshev. 4-1 no marcador.

Até ao final do jogo nada mais houve a acrescentar, com ambas as equipas a baixarem muito o seu ritmo de jogo. A Atalanta venceu assim a primeira mão por 4-1, no San Siro, e colocou já um pé na próxima fase da competição.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.