Rúben Amorim estreia-se com vitória no banco do Sporting

Estreia com o pé direito por parte de Rúben Amorim. No seu primeiro jogo como treinador principal do Sporting, duas expulsões dos avenses, nos primeiros 20 minutos, deram o mote para aquela que seria uma vitória tranquila por parte dos leões. Sporar e Vietto marcaram os golos.

As expectativas estavam altas. Depois da contratação de Rúben Amorim para substituir Silas no comando do Sporting, os adeptos leoninos proporcionaram uma boa casa, de forma a assistirem àquela que seria a primeira partida do “novo” Sporting. Porém, as circunstâncias do jogo não foram as melhores para avaliar qualquer tipo de mudança.

Os leões apresentaram-se num 3x4x3, com os laterais Ristovski e Acuña sempre projectados enquanto os centrais construíam. A partida ficou mais fácil para os da casa quando, aos 10 minutos, Rúben Macedo recebeu ordem de expulsão. Como se não bastasse esse grande percalço para o Aves, aos 20 minutos, Luiz Fernando recebeu o segundo amarelo e deixou os visitantes a jogar com nove unidades.

A tarefa ficou ainda mais facilitada para o Sporting. Depois desta mudança drástica de panorama na partida, Rúben Amorim optou por retirar Ristovski de campo e apostou em Jovane para o corredor direito. A partir daí, tornou-se um jogo de sentido único. A bola encontrava-se sempre no meio-campo avense e a equipa de Nuno Manta Santos não mostrou capacidade de conseguir sair dessa situação.

Porém, apesar do domínio claro, as oportunidades escasseavam. O ataque sportinguista mostrava algumas dificuldades em conseguir penetrar o bloco extremamente baixo do Aves e só em cima do intervalo é que Sporar e Vietto usufruíram de duas oportunidades de ouro para colocar a sua equipa em vantagem. O jogo foi para intervalo com um empate a zero no marcador.

Rúben Amorim sentiu a necessidade de mexer na equipa e fê-lo com a entrada de Francisco Geraldes ao intervalo, substituindo Mathieu. O Sporting começou a segunda parte a demonstrar maior dinâmica ofensiva e acabou por chegar ao golo através de um cabeceamento de Sporar. O esloveno marcou assim o seu segundo golo na Liga NOS.

O mais difícil estava feito e tudo apontava para a goleada quando, aos 68 minutos, Vietto converteu uma grande penalidade e aumentou a vantagem. A partida estava resolvida e a formação do capital ficou confortável no jogo. O Aves, devido às circunstâncias, já só estava preocupado em evitar a goleada e o marcador acabou por manter-se até ao fim.

Boa estreia de Rúben Amorim que, com estes três pontos, mantém o Sporting na perseguição à sua antiga equipa, pelo terceiro lugar. Já o Aves continua aflito e começam a faltar jornadas para dar a volta à sua situação.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.