Lembra-se de… Thierry Henry, o mágico francês?

Ficha do jogador:

Nome: Thierry Daniel Henry

Nascimento: 17/08/1977

Local de nascimento: Les Ulis, Essonne, França

Nacionalidade: Francesa

Altura: 1.88m

Posição: Avançado

Thierry Henry. Um nome que ficou para a história no futebol londrino. Muitos tiveram a sorte de nascer na altura certa para ver o francês jogar, outros apenas têm vídeos para recordar a magia do ex-avançado. Lembra-se de Thierry Henry?

Começou muito cedo a jogar à bola num clube chamado US Palaiseau, mas percebendo rapidamente que era bom de bola, o Mónaco em 1992 acolheu aquele que viria a ser considerado o “Príncipe” da cidade. Fez o resto da sua formação no clube e rapidamente, com apenas 17 anos, chegou à equipa A. Seguiram-se cinco temporadas com o símbolo francês ao peito. Foram os 28 golos que a jovem promessa, na altura junto de vários experientes, que encantou o Mónaco e também outros clubes na Europa.

Até que no mercado de inverno de 1999 a Juventus abordou o Mónaco para contratação de Henry. Na altura com 21 anos chegou a Itália com grandes expectativas por parte da equipa técnica e dos adeptos. Foram precisos 12,5 milhões para trazer o avançado para Itália. No entanto, foi um fracasso. Este foi o ponto mais baixo da sua carreira, e no verão seguinte foi vendido ao Arsenal. Fez 21 jogos e apenas três golos ao serviço da Juve.

Depois da passagem em Itália, os adeptos do Arsenal não esperavam grande coisa por parte do Francês. Contudo Thierry Henry provou o contrário. O avançado custou 16,1 milhões de euros ao Arsenal, visto que, ainda era novo e podia vingar. Assim o fez.

Na primeira época foi logo aposta, visto que Anelka tinha saído e Henry tinha sido contratado para o substituir. Na sua temporada de estreia apontou 26 golos em 48 jogos. Com apenas 23 anos, Thierry Henry tinha tudo para ser considerado um dos melhores do mundo. Seguiram-se mais sete temporadas em Londres. Sem dúvida que a temporada de 2003/2004 foi a que marcou a grande qualidade do internacional francês.

Nesta temporada Henry contribuiu para o incrível marco do Arsenal em ser a primeira equipa em mais de um século a ganhar a Premier League sem uma única derrota. Ao lado de Dennis Bergkamp e Robert Pirès, com 39 golos marcados, que o valeu a bota de ouro da UEFA do mesmo ano, era um dos favoritos a ganhar a bola de ouro. No entanto, Ronaldinho, que estava também no seu auge no Barcelona, foi o vencedor do prémio.

Nesta altura, e um pouco antes, Thierry Henry também já encantava na seleção nacional. Foi inúmeras vezes o melhor marcador dos “bleus” em várias competições e encantou tudo e todos. Apesar de muito novo, foi convocado para o Mundial de 98 onde a França, acolhedora dessa edição da competição, sagrou-se campeã mundial. Em 2000, também ajudou com três golos a conquistar o Europeu, conquistando o seu segundo grande título. Com apenas 22 anos, Thierry Henry já era campeão do mundo e da Europa.

O avançado sempre afirmou que caso saísse do Arsenal apenas seria para jogar no Barcelona. Por incrível que pareça, foi o que aconteceu. Em 2007 foi anunciado que Thierry Henry ia para o Barcelona a troco de 24 milhões de euros. Importante referir que o mágico já contava com 30 anos nas costas. Mesmo assim, a idade não foi desculpa e a magia continuou em Espanha. No dia da sua apresentação o estádio estava lotado. Ficou por três temporadas na Catalunha. Finalmente conseguiu ganhar o título que tanto queria, a UEFA Champions League. Fez um total de 121 jogos, onde apontou 49 golos. Na altura, em 2010, não fazendo parte das contas de Guardiola, o clube e o avançado chegaram a acordo e este acabou por ser dispensado.

Nesse mesmo ano, foi anunciado que Thierry Henry seria contratado pelos New York Red Bulls da MLS a custo zero. Desta vez era altura de brilhar em terras americanas. Contudo, a idade já não deixava fazer o que Henry fez noutros tempos, mas a experiência que o francês tinha era de outro nível. Em 2012 foi anunciado que Thierry Henry voltaria ao Arsenal por empréstimo, na altura em que a MLS entrava numa paragem. Ainda assim fez sete jogos ao serviço do clube londrino e marcou dois golos recordando os velhos tempos. Voltou para a MLS e fez mais duas temporadas. No total foram 52 golos em 135 jogos.

Em 2014, última temporada ao serviço dos NY Red Bulls, Thierry Henry pendurou as botas. Hoje com 42 anos está no seu caminho de se afirmar de novo, mas desta vez como treinador. Começou em 2016, ajudando a seleção nacional da Bélgica como treinador adjunto. Na época passada deixou a Bélgica e assumiu o Mónaco, clube que o lançou. Contudo, fez apenas 20 jogos e depois foi substituído por Leonardo Jardim. Hoje em dia é treinador do Montreal Impact Football Club, um clube do Canadá que atua na MLS. Até ao momento só conta com uma vitória em cinco jogos (uma vitória, três empates e uma derrota). Tal como é esperado o campeonato está parado devido ao surto do Covid-19.

Resta-nos agora relembrar os tempos que o mágico tocava na bola. Uma impressionante carreira que nunca merece ser esquecida. Para muitos considerado o “Rei de Londres”, que justifica a sua estátua no exterior do estádio do Arsenal, Thierry Henry é um dos melhores de sempre a jogar futebol.

João Marques

Nasci nos Açores, mais propriamente na Ilha Terceira. Actualmente estou a estudar Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. O desporto nasceu comigo e a paixão pelas letras já vem desde tenra idade.