Janela de transferências terá de ser ajustada à realidade do mercado

Na reunião desta quarta-feira, foram muitos os temas que ainda ficaram em aberto e existe um em particular, que se refere à janela de transferências e que necessita do entendimento entre jogadores, associações de ligas, associações de clubes, UEFA e FIFA para ter luz verde.

No dia 30 de junho, muitos futebolistas terminam o seu vínculo contratual com os clubes e nesse sentido, será necessário uma plataforma de entendimento entre as partes, de modo a promulgar os contratos até ao fim da época 2019/20 para poderem completar a temporada. Até então, a esperança reside na postura dos jogadores que têm estado a revelar boa vontade neste tema melindroso.

Está a ser feito um apelo aos diversos Sindicatos de Jogadores, FIFPro, FIFPro Europa, Associação Europeia de Ligas e à Associação Europeia de Clubes Profissionais, com o objectivo de se criarem condições a nível global, que permita prolongar todos os contratos até ao fecho dos diferentes campeonatos, que terão datas diferentes em cada país.

Em cima da mesa e com o intuito de harmonizar a todos os clubes, existe a hipótese de o período de transferências vir a ser prolongado ainda que, não exista uma data definida para o efeito.

É imperioso que a FIFA assuma uma posição neste tema para evitar que existam clubes a reforçar-se enquanto outros ainda estão a terminar as suas competições.

No entanto, até à próxima sexta-feira, as altas patentes internacionais vão reunir-se novamente para tentarem ajustar a janela de transferências à realidade do mercado.

 

 

 

 

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....