UEFA define prazo para solucionar a temporada e responde à proposta da Bélgica

Numa carta conjunta enviada na noite de quinta feira (2 de abril), à qual a AFP teve acesso, a UEFA, a Associação Europeia de Clubes (ECA) e as Ligas Europeias afirmam estar a trabalhar na possibilidade de estender os calendários das competições domésticas até julho ou mesmo agosto. Com isto, a Liga Europa e a Liga dos Campeões (ambas paradas nos oitavos de final) poderiam ser concluídas, uma vez terminadas as ligas nacionais.

A UEFA defende que o término das competições dos diversos países deverá ser o “último recurso”, a ser considerado apenas “após se concluir que não haverá alternativas de calendário para finalizar a época”.

A carta surge no âmbito da proposta apresentada pela Liga Pro da Bélgica, recomendando que se declarasse imediatamente a temporada como concluída, aceitando-se as classificações como se encontram de momento. A realizar-se, esta medida ditaria que o Club Brugge se consagraria campeão, obtendo acesso direto à fase de grupos da Liga do Campeões do ano que vem.

No entanto, tal decisão poderia levar o emblema belga a ser banido das competições europeias da próxima época, segundo afirmam as três entidades na referida carta, uma vez que a participação nas mesmas é determinada consoante o “resultado desportivo obtido no final de uma competição doméstica completa”, pelo que uma conclusão prematura das mesmas “geraria dúvidas quanto ao cumprimento de tais condições”.

A carta recorda ainda que a UEFA mantém o direito de eleger quais os clubes que serão admitidos nas provas continentais de 2020/2021, deixando, deste modo, o aviso à Liga Belga e tornando a reiterar a importância de se concluir a atual temporada dentro das quatro linhas.

A entidade máxima do futebol europeu mantém, do mesmo modo, a esperança de que o desporto rei possa recomeçar “nos próximos meses, mediante as condições impostas pelas autoridades públicas”, considerando “injustificada” a decisão de dar como terminada qualquer competição nesta altura.

Já a Liga Belga, após afirmar ter tido discussões “construtivas” com a UEFA na manhã de sexta feira, contestou qualquer abordagem que a forçasse a continuar durante a atual crise, dizendo ainda que considera “altamente improvável” a possibilidade de se jogarem partidas com espectadores nas bancadas antes de 30 de junho, sendo também “altamente indesejável” continuar a competição após essa data.

Perante a atual pandemia, o órgão regulador do futebol no velho continente afirma ter criado dois grupos de trabalho. Um que ficará encarregue de vislumbrar eventuais consequências legais e financeiras e outro que tratará de solucionar um novo calendário para as diversas partidas que se encontram, à data, suspensas. Foi, com isto, estabelecido um deadline a meio de maio para que, até lá, fiquem definidas as soluções mais viáveis para a conclusão da temporada.

Deste modo, aguardam-se decisões definitivas numa Assembleia Geral a ter lugar no dia 15 do próximo mês.

 

Imagem: GettyImages

Duarte Rosa

"Alfacinha" de gema, sportinguista de coração. Desde o clube à seleção nacional, o amor pela bola está presente desde cedo. A licenciar-se em Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, esta paixão pela escrita e pelo futebol forma uma dupla interessante, que espera vir a agradar aos seus leitores.