UEFA volta atrás e coloca possibilidade de haver futebol em agosto

A UEFA emitiu este domingo um comunicado onde esclarece que, afinal, não há datas limites definidas para que as competições sejam dadas como terminadas e admitiu a possibilidade da realização das mesmas em agosto, se necessário.

Depois de o presidente do organismo que rege o futebol europeu, Aleksander Ceferin, ter afirmado que as competições teriam que estar terminadas até 3 de agosto, a UEFA veio corrigir essa informação numa nota oficial.

O presidente foi muito claro e não estabeleceu datas para o final da temporada. Estamos a analisar todas opções para terminar os campeonatos domésticos e as competições europeias. A prioridade é preservar a saúde pública“, pode ler-se na nota.

De resto, a UEFA confirma estar a realizar essa análise desde o passado dia 17 de março, juntamente com a Associação Europeia de Clubes e a Associação das Ligas Europeias.

A UEFA considerou ser mentira essa tal data que teria sido proposta por Ceferin e destacou que “a primeira prioridade de todos os membros do grupo de trabalho é preservar a saúde pública“.

Uma das opções estudadas recorrentemente foi a de jogar em julho e agosto, se necessário, dependendo da permissão das autoridades nacionais“, conclui o comunicado, deixando em aberto a possibilidade de o prazo limite de término das competições se vir a prolongar.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.