Agrava-se a situação do Desp. Aves com Welinton Júnior também a rescindir devido a salários em atraso

Está cada vez pior a situação da equipa de futebol profissional do Desportivo das Aves. São já dois os jogadores que rescindiram com o clube.

O primeiro, foi o guarda-redes Quentin Beunardeau que na terça feira decidiu por fim ao seu vínculo com o clube de forma unilateral por falta de pagamentos de salários: “Infelizmente, dada a situação de incumprimento que é de conhecimento público, não tive outra solução que não fosse apresentar a minha rescisão. Sempre tentei colocar o clube e os seus interesses à frente dos meus e recusei alguns convites de outras equipas para continuar esta temporada no Desportivo das Aves, clube com o qual me identifiquei desde a primeira hora”, avançou o guardião.

«Atingimos um ponto sem retorno, a total insustentabilidade da SAD, e tenho de fazer valer os meus direitos como trabalhador. Desejo que, quando a competição voltar, jogadores e equipa técnica encontrem os meios para salvar o Aves da despromoção pois o lugar deste clube é entre os maiores do futebol português», acrescenta o jogador francês de 26 anos, que cumpria a segunda temporada no clube e tinha contrato válido até junho de 2022.

Já Welinton Júnior ainda não se pronúnciou publicamente sobre o caso, mas é vinculado na comunicação social que além do seu salário, estará também em causa a falta de pagamento do prémio de assinatura quando assinou vindo do Coritiba, então na Série B do futebol brasileiro.

Welinton Júnior era o maior concretizador do Desp. Aves, com 10 golos em 25 encontros, sete dos quais no campeonato e tinha contrato até Junho de 2022. Já Quentin Beunardeau vinha sendo o guarda-redes titular da equipa e esta época somava já 23 jogos. No total, o clube perde cerca de 1,37 milhões de euros do seu ativo segundo o site transfermarket.pt.

No entanto, é sabido que o clube da Vila das Aves começou a acertar os salários em atraso dos futebolistas quer do seu plantel principal, quer dos sub-23. Começaram por pagar os dois primeiros meses do ano aos dois jogadores que rescindiram.

Os avenses falharam a regularização dos ordenados referentes ao período entre Dezembro de 2019 e Fevereiro de 2020.

Wei Zhao, presidente chinês da admnistração, indicou que, com a pandemia do covid-19, seria impossível regularizar as dívidas pois existiu uma paralisação da atividade económina na China. O processo foi posteriormente encaminhado para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Segundo os regulamentos, os avenses podem perder dois a cinco pontos. Neste momento encontram-se com 13 nas 24 jornadas já decorridas (nove abaixo da zona de manutenção na primeira divisão),  numa altura em que a I Liga está suspensa por tempo indeterminado, devido ao novo coronavírus.

Agravando ainda mais os problemas do clube, o ex-guarda-redes Artur Moraes, de 39 anos vai avançar, juntamente com outros credores da SAD, uma ação conjunta para ser ressarcido de vencimentos e prémios da época 2017/2018, em relação ao qual havia estabelecido um acordo de 12 pagamentos mensais durante um ano com a administração da SAD que alegadamente não cumpriu, o que motivou uma queixa na justiça e penhora de bens do clube.

“Recebi três ou quatro prestações, se tanto. Falharam tudo, sim, entreguei o caso ao advogado”, alegou o ex guarda-redes, que continuou afirmando que: “Pagaram a jogadores esta semana? Pois eu nada recebi. E tem mais: não é só a minha penhora, não, tem muitas mais. Vamos avançar com uma ação conjunta pelo que temos direito”.

“O que indicaram para me pagar, se cadeiras, mesas ou taças? Não sei que bens foram, mas não quero isso, não. Não como isso. Quero, eu e muitos mais, aquilo a que temos direito», concluiu Artur.

O Desportivo das Aves vai tentar resolver esta difícil situação financeira que está a levar a SAD avense a inúmeros processos judiciais com falta de pagamentos aos seus jogadores.

João Estanislau

Com uma licenciatura em Comunicação Empresarial pelo ISCEM e duas pós-graduações em Gestão e Marketing do Desporto pelo INDEG-ISCTE e Director Técnico Desportivo pela a Universidade Europeia, trabalhei recentemente para o jornal online Leonino.pt. Participo ainda no programa Overlappings e Basculações, no canal de Youtube Vamos Falar de Futebol 10, todas as terças-feiras, a partir das 21h00. Sempre ligado ao futebol e à comunicação, pretendo partilhar contigo a minha visão do desporto rei. Fica atento!